Atribuição de Nacionalidade para Netos - Lei 37/81 (atualizada 2020/22) - Processos e Acompanhamento

16791112520

Comentários

  • Bon dia, @Marcela
    "Boa tarde! Estou indo para Portugal em fevereiro para estudar durante 6 meses com visto de estudante e gostaria de saber se é possível dar entrada na cidadania por lá, pois ouvi dizer que é mais rápido."

    1. Sim, é possível dar entrada no processo para solicitar cidadania pessoalmente em Portugal.
    2. A demora deveria ser a mesma, que o envio pelo correio, depois de que a documentação chegue na CRC.


    "Minha avó é de Lisboa, entretanto a minha mãe não tirou cidadania ainda, pelo que vi na nova lei só poderei tirar quando minha mãe possuir a nacionalidade portuguesa, certo?..."

    3. De onde seja a naturalidade do nacional não faz diferença no andar do processo.
    4. Me desculpe, mas você não deve ter lido quase nenhum post deste site. Ainda mais sendo você "estudante" o que deveria fazer é ler um pouco a ótima informação que temos disponível neste site antes de perguntar coisas infinitamente já respondidas...


  • @Marcela processos entregues pessoalmente tendem a ser mais rápidos do q os enviados pelo correio pq são numerados de imediato, mas os agendamentos tendem a serem demorados.Boa sorte.
  • Bom dia pessoal, pela experiência recente de vocês, após a chegada dos documentos à CRC, quanto tempo leva para numeração do processo?
  • @LuisSeabra tem conservatórias q estão levando até 2 meses.
  • @cidabribeiro sou nova no fórum e vi que você sabe tudo sobre o assunto de atribuição de nacionalidade rs
    Me ajuda, por favor!?

    Meu pai e meus tios são netos de portugueses por parte de pai. Ocorre que o pai deles já é falecido e não fez o processo de naturalização. Nós temos a certidão de casamento e de óbito dos avós do meu pai e tios para dar entrada no processo por atribuição.

    Pela lista de documentos que você expôs aqui nesse tópico não há necessidade da certidão de nascimento dos avós do meu pai e tios, correto?

    Pelo que eu entendi precisa da certidão de nascimento do pai ou da mãe (filho do cidadão português) do meu pai e tios. Mas e no caso do meu avô (filho do cidadão português) já estar falecido, como proceder?

    Obrigada.
  • editado January 2018
    @marilcarvalho o documento mais importante é o assento de nascimento dos portugueses. Terá q localiza-los, pq vai precisar para fazer a Transcrição de casamento se caso eles tenham se casado no Brasil ,antes de dar entrada no processo.
  • @vladpen como eu faço para localizar o assento de nascimento dos portugueses? Eu só tenho as certidões de óbito e a certidão de casamento realizado aqui no Brasil.
  • @wsteles como eu vejo as ligações efetivas a serem apresentadas? To perdida rs
  • @marilcarvalho as ligações efetivas q Portugal exige está na primeira página desse tópico. Os assentos portugueses vc terá q verificar com seus parentes onde os portugueses nasceram (região) nome completo,data de nascimento, nome dos pais etc para poder ser feita uma busca.
  • @vladpen eu sei o nome completo dos meus parentes portugueses, data de nascimento, data de morte, nome dos pais. Mas como só tenho a certidão de casamento e óbito não sei a região que nasceram, só vem escrito Portugal. Como faço pra descobrir?
  • @marilcarvalho, faça um topico novo com esses dados q tem q alguém aqui vai ajudar.
  • MAUROMBMAUROMB Member
    editado January 2018
    @marilcarvalho
    Você vai entrar nessa discussão...
    http://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/comment/125945/#Comment_125945

    ...e pedir à @Mariza Guerra pra lhe ajudar. Ela é o Anjo das Certidões, entre outras coisas muito louváveis nela.
    Seja detalhista. Sorte!
  • @marilcarvalho Muitas vezes um detalhe aparentemente sem importância leva ao local de nascimento. A igreja onde a pessoa foi foi batizada, o navio que trouxe ao Brasil, um detalhe no passaporte, uma informação qualquer de um parente mais velho. Foi o que aconteceu comigo. Do continente fui parar em Açores. Muitos certidões podem ser localizadas on-line, se tiver um pouco de paciência. Aqui vão alguns locais de busca:
    Açores:
    http://www.culturacores.azores.gov.pt/ig/registos/Default.aspx

    Arquivo do Tombo:
    https://tombo.pt/

    Lembre-se que são registros paroquiais, daí muitas vezes ser importante saber onde foram batizados.

    Espero ter ajudado. Boa sorte


  • Bom dia a todos, gostaria da opinião de vocês.
    Meu pai é neto de português (o pai dele é falecido).
    Já providenciamos todos os documentos/certidões necessárias para dar entrada no procedimento.

    Meu pai atualmente é aluno de um curso de mestrado em Coimbra (mestrado "sanduíche" - começou em Coimbra em 2014, ficou lá uns 20 dias. Voltou para o Brasil para continuar o mestrado a distância e agora vai voltar em 2018 para Portugal para a apresentação final). Além desses deslocamentos, ele foi como turista para Portugal umas 3 vezes.

    Será que esses deslocamentos (como turista e pelo mestrado) são suficientes para comprovar a ligação efetiva? Vale a pena arriscar dar entrada? Estamos com um advogado nos auxiliando e ele sugeriu aguardar uma decisão/jurisprudência pela lei nova...mas estamos ansiosos hehehe...
  • @mauromb obrigada pela dica, já postei nesse tópico que me indicou e estou aguardando alguém me ajudar!!
  • @imack apesar de não saber a região de nascimento dos meus bisavós, vou tentar procurar nesses links que você me sugeriu. Obrigada!
  • @luiz_agsimoes eu concordo com o advogado. Enquanto espera as primeiras decisões, vai juntando tudo relativo ao mestrado e às viagens (passagens, hotéis, museus, o diabo!). Sorte!
  • Boa tarde,na linha direta através do meu pai minha avó é Portuguesa(cidade do PORTO) e casada com meu avô Brasileiro no Brasil ambos falecidos,meu pai não tem cidadania Portuguesa e sou maior...gostaria de uma opinião de vocês para o procedimento da minha cidadania Portuguesa...Obrigado.
  • Se seu pai é vivo sem dúvida faça a atribuição de nacionalidade dele e depois a sua. Para netos tem que comprovar vínculos com Portugal e o processo é muito mais demorado.
  • Liguei agora na LR para saber do processo da minha tia.
    Deu entrada pela nova lei em meados de Julho e até agora nem começou a ser analisado
    Que demora
  • Prezados, após ler uma infinidade de posts sobre o assunto e conversar com 2 escritórios de advocacia, ainda restam algumas dúvidas.
    Eu, como neto de portugueses, mas meus pais já falecidos, quero imigrar para Porgugal e residir lá.
    Tenho absolutamente todos os documentos e como vcs, esbarrei na parte da efetiva ligação à comunidade nacional, que consiste em:
    1. Residência legal em território Português;
    2. Deslocação regular a Portugal;
    3. Propriedade em seu nome há mais de 3 anos ou contrato de aluguel celebrado há mais de 3 anos, relativo a imóveis localizados em Portugal;
    4. Residência ou ligação a uma comunidade histórica portuguesa no estrangeiro;
    5. Participação regular ao longo dos últimos 5 anos à data do pedido na vida cultural da comunidade portuguesa do país onde resida, nomeadamente nas atividades das associações culturais e recreativas portuguesas dessas comunidades.

    Minha dúvida é: 1 item apenas desta lista é suficiente? Qlguém sabe?
    Se for, o item 4 já nos basta, pois todos nós, como brasileiros, nativos de uma comunidade história portuguesa estaríamos aptos, concordam?

    Ou devemos considerar uma combinação de fatores dos 5 itens?

    Outra coisa, aguém já conseguiu agendar uma visita no consulado via site? Vi que tem um custo e dura 10 min. Lá eles responderiam esta pergunta, acredito.

    Obrigado a quem puder me esclarecer.

  • @CEGV ... não sabia que que as cidades brasileiras não são consideradas comunidades históricas. Se é isso mesmo e se isso for uma certeza, concodo com vc: melhor se garantir com 2 ou mais laços efetivos.

    Abs
  • Boa tarde. Gostaria de tirar uma dúvida. Em relação a esse tópico >>4 - A residência ou ligação a uma comunidade histórica portuguesa no estrangeiro; Precisa ter um tempo mínimo dessa ligação? Eu me associar aos clubes já caracteriza vínculo?
  • @Lizorpovie..essas dúvidas ainda não estão ainda bem esclarecidas pq nenhum processo ainda foi concluido baseado na nova lei.
  • Bom dia pessoal,

    Após a chegada da documentação na Conservatória, qual o procedimento indicado para tomar conhecimento do processo? Quanto tempo devo aguardar antes de entrar em contato pra saber se foi numerado, etc?

    Grato
  • @LuisSeabra espere uns 30 dias depois dos doc. entregues e liga na Linha de Registro para saber se o processo foi numerado . (351) 211950500 opção 1 e depois 1 novamente.
  • Obrigado, Vlad!
  • liguei hj dei entrada em 30/07 e falaram que estao aguardando respostas da entidades 32xxx/2017
  • No meu caso, dois meses após a recepção dos documentos pela CRC, liguei e obtive a informação de que ainda não havia recebido a numeração (estava, portanto, na fila aguardando). Liguei então, cerca de quatro meses após a recepção e foi quando obtive a numeração e a informação de que estava sob análise, isto é, sendo analisado.
  • @wsteles
    Liguei agora de manhã para LR e fui informada que o meu processo já está em análise. Não consegui mais nenhuma informação.
    Disse que estava no início da análise
    Bom dias todos
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.