Transcrição de casamento por Ponta Delgada

Pessoal, pretendo pedir a transcrição de casamento dos meus avós portugueses por Ponta Delgada para depois pedir a atribuição do meu pai, porém estou com dúvida se isso será possível.
Minha avó tornou-se viúva bem jovem,e posteriormente casou-se novamente com o meu avô,dessa união temos a certidão.Nessa certidão de seu segundo casamento,informa sua situação como viúva,e discrimina de quem é viúva. Porém esse primeiro casamento dela não foi transcrito para Portugal e não fazemos idéia de quando e onde ela se casou.

Será que Ponta Delgada fará exigência da transcrição do primeiro casamento da minha avó?

Muito Obrigada!
«134567116

Comentários

  • Pessoal, estou com dúvida no preenchimento do requerimento para transcrição de Casamento por Ponta Delgada.

    o início do documento é: …………………………………………………………………………………………………………….e……………………………..……………………………………………………………….………….….., casados, vêm requerer a transcrição do seu casamento, juntando, para o efeito, a respectiva certidão, e prestando as seguintes declarações:


    No entanto, quem irá requerer sou eu, bisneta da portuguesa. Eu posso modificar esse texto para ficar coerente com o meu pedido? E devo preencher digitado ou a mão?
    Muito Obrigada!
  • @juscheuer

    esse requerimento é um documento.
    Não pode ser modificado!
    Pode ser preenchido a mão.
  • O nome da esposa (atribuída) é atualizado quando se faz a transcrição, ou precisa anteriormente na atribuição (formulário 1C) já indicar a alteração do nome.
  • @Marcia isso não é verdade. Eu editei o documento e o enviei para PD e a transcrição foi feita sem qualquer problema. O importante é que a pessoa tenha algum conhecimento jurídico para não deturpar o objetivo do documento,
  • Também tenho essa dúvida... Dá pra filha enviar e escrever "vêm requerer a transcrição do casamento de seus pais"?
  • Então, essa é minha dúvida, pois do jeito que está escrito, é o casal que pede e assina... Nesse caso eu estou requerendo o casamento de minha bisavó. Como será que posso escrever?
  • @juscheuer,no requerimento para transcrição de casamento vc faz o seguinte:

    no inicio coloca o nome de casados
    depois onde tem O nubente e A nubente vc preenche com os dados
    declarante deixa em branco porque não vai ser nem a nubente e nem o nubente que vão assinar
    vc assina e junta xerox do seu documento de identificação
  • Filhos e netos podem pedir a transcrição
  • Entendi @Maria Nélida. Obrigada!!
  • @juscheuer , @Ivan Lopes, @carvalhomari

    nunca modifiquei nenhum modelo de documento das conservatórias.
    Acho que, mesmo com conhecimento jurídico, ninguém deve fazer isso.
    É um risco grande! Trata-se de outro país, e de processos caros. Melhor seguir à risca o que eles pedem.

    Já enviei 3 processos de casamento, desta forma, com os filhos dos nubentes assinando.
    Fiz exatamente o que a Maria Nélida descreveu acima.
  • Concordo com você.
  • Ok pessoal! Muito obrigada!! Vou fazer isso.
  • É verdade @Marcia, todo cuidado é pouco. Não conhecia a maneira q a Maria Nélida enviou. Então só assino no "__________________________________________________
    (assinaturas)" e está ok?
  • Só assina no final mesmo. E, junta ao processo a cópia simples do seu RG, para provar que você é filha de quem está transcrevendo o casamento.
  • Pessoal, não possuo a residência da minha bisavó e bisavô à data da celebração... possuo apenas a cidade aqui no interior de SP. Tem problema escrever apenas "cidade de Leme - Brasil"?
  • A assinatura deste documento deve ser presencial em um cartório? Penso que minha mão deva assinar, pois em meu RG (como neta) não há nada (em termos de sobrenome) que confirme que sou a neta da avó portuguesa (por parte materna).
  • @juscheuer essa informação não consta na certidão de casamento?Caso não consta,coloca Cidade de Leme\SP\Brasil
  • @ELIANA PAVAN assinatura por autenticidade(presencial)em cartório.Se sua mãe puder assinar,melhor.E junta uma copia simples do RGI (só pra garantir)
  • @ MariaNelida, muito obrigada por suas respostas!
    E mais uma dúvida, não sei se alguém já viu o mesmo caso que eu. Para fazer a transcrição de casamento em Ponta Delgada, o consulado precisa legalizar todas as certidões, certo? O problema é que meu avô - brasileiro casado com portuguesa - não foi registrado (o cartório não existia) e sim apenas batizado, e tenho esta certidão com reconhecimento da firma da diocese correspondente. E tb a certidão negativa do devido cartório onde nasceu.
    1) Será que o consulado legaliza este documento?
    2) Este documento deve ter qual tempo mínimo de validade? Li que por Porto precisa ter no máximo 6 meses.
    3) Além de legalizar, é necessário ainda passar pelo Itamaraty antes?
  • @Marcia não aparece mesmo o endereço. Vou colocar como você indicou. Obrigada!
  • @juscheuer na certidão de casamento do pai de uma amiga minha também está assim.Estou orientando e também vai ser nesse estilo seu.Na certidão dele só consta:

    "" residente no(a) Duque de Caxias,RJ - Brasil""

    Não dá pra modificar isso porque pode dar problemas quando forem conferir a certidão
  • @Maria Nélida foi o que fiz! muito obrigada!
  • Bom dia pessoal,

    Só para confirmar, estou completando o formulário da transcrição da minha avó.

    1. No início nome de casada;
    2. A nubente com nome de solteira;
    3. Declarante: em branco, pois minha mãe que irá assinar;
    4. Nacionalidade dos nubentes: Coloco minha avó como portuguesa? (foi atribuída);
    5. Se um nubente for estrangeiro: Coloco só o nome do meu avô (brasileiro)? Pois minha avó foi atribuída;
    6. Minha mãe assina e envia junto cópia de seu RG.

    Abs
  • @klebergarcya

    1- Certo
    2-certo
    3-certo
    4-Sim,sua avó como portuguesa
    5- Coloca nome dos 2 (solteiros)
    6- certo
  • edited February 2016
    Pessoal,
    umas dúvidas,
    1. vou fazer a transcrição do casamento dos meus pais (ambos brasileiros, casados no Brasil, pai filho de portugues) mas eles se divorciaram há alguns anos. Eu coloco o estado civil deles como divorciado mesmo?
    2.No caso meu pai é filho de português e vai tirar a cidadania por atribuição (para depois eu tirar), coloca a nacionalidade como brasileiro mesmo? Ou ele já será considerado "português"?

    Obrigado! Abraços
  • Pessoal sou novo no forum, porém por favor preciso de uma dica, estou iniciando processo por atribuição pela minha mãe, e depois para mim meus avós são portugueses, nascido e casados na ilha da Madeira.
    Vou enviar os documentos para PD para atribuição em dois envelopes:
    1 Envelope
    - Certidão do registo de nascimento de inteiro teor da minha mãe legalizado no consulado.
    - Certidão do registo de nascimento da minha avó e cópia autentica do cartão cidadão.
    - Formulário modelo 1C preenchido
    - Cópia do vale postal no valor de 175€
    2 Envelope
    - Formulário Requerimento para transcrição de Casamento celebrado no Estrangeiro
    - Certidão de casamento em inteiro teor legalizado inteiro teor
    - Certidão de registo de nascimento de inteiro teor do meu pai
    - Cópia do vale postal no valor de 120€
    Está tudo certo?
    Depois repito os 2 mesmos processos para mim? Pois sou casado
    Pessoal parabéns por compartilharem, como é bom ver pessoas de coração.
  • edited March 2016
    Oi, Celso!

    Para a Atribuição de sua mãe, você vai precisar apenas de:
    - Xerox da Certidão de Nascimento de sua avó ou avô português;
    -Certidão de Nascimento de sua mãe em Inteiro Teor COM A FIRMA RECONHECIDA DO NOTÁRIO QUE ASSINOU E legalizada no Consulado;
    -Xerox autenticada do RG de sua mãe;
    -Formulário 1C preenchido com a firma reconhecida por AUTENTICIDADE no Cartório (sua mãe deve assinar somente uma vez e na presença do funcionário do Cartório);
    -Vale Postal de 175 euros.

    Para a Transcrição do Casamento dos seus pais:
    -Certidão de Nascimento do seu pai e de Casamento em Inteiro Teor com as firmas reconhecidas dos notários que assuinaram E legalizadas no Consulado;
    -Formulário de Transcrição de Casamento de PD devidamente preenchido com a firma reconhecida por AUTENTICIDADE da sua mãe;
    -Xerox autenticada do RG de sua mãe;
    -Vale Postal de 120 euros.

    É preciso verificar se as certidões brasileiras foram emitidas nas áreas de abrangência do Consulado que vai legalizar. Caso contrário é preciso da fé pública nelas. E alguns Consulados exigem que as certidões sejam carimbadas no Itamaraty antes de serem legalizadas.
  • As certidões são de SP Capital e Interior.
    Por favor você me aconselha envia a documentação atribuição e transcrição de casamento da minha mãe e a atrubuição e transcrição de casamento minhas sepadarados por envelopes, mas tudo de uma vez?
    Theresa você foi fantástica !!! Muito obrigado!!!
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.