Atribuição pelo ACP Porto (informações e Processos)

13103113133153161034

Comentários

  • mlgmlg Member
    editado June 2018
    Olá @Vlad Pen @VladPen! Vejo que você tem ajudado muitas pessoas aqui! Porém como são informações particulares e o histórico do grupo é bem extenso, as vezes as informações podem estar desatualizadas, gostaria de perguntar diretamente para ver se consegue me ajudar!
    Entrei com o processo de cidadania do meu pai no Consulado de São Paulo e foi recusado, solicitando a transcrição do casamento dos meus avós, achei estranho, porque minha tia (irmão do meu pai) e meu primo já tiraram a cidadania deles, então imaginei que tudo já estivesse feito, mas enfim, como meu primo que fez o processo não quer colaborar com informações e reteve os documentos, então estou indo atrás.
    Vi que dando entrada por Porto, eles não solicitam transcrição de casamento dos meus avós, sendo que o meu avô português, foi quem registrou o meu pai, correto? Minha avó é falecida, preciso entrar com alguma averbação de viúves do meu avô?
    Teria algum link ou se puder me passar, quais documentos são necessários para o envio e qual o processo a seguir!?
    Agradeço desde já a atenção! Abs!
  • @Pedro, estou ligando diariamente e só me informam que não tem o que possam fazer, que só podem pesquisar no sistema, e que com a pesquisa não encontram.

    @Márcia @Vlad, alguma sugestão?

    Obrigada!
  • Boa tarde,

    Irei dar entrada no processo do meu irmão (menor de idade) pessoalmente no ACP, preciso de procuração?

    Outra dúvida, vi que o RG dele não precisa ser apostilado, nem dos pais, precisa ser somente cópia autenticada, está correta essa informação?

    Obrigado.
  • @RafaelCaran terá q transcrever o casamento dos avós. O fato da sua mãe ter sido registrada aos 3 anos nào tem importância desde q seu avós tenham se casado.
  • Vlad PenVlad Pen Member
    editado June 2018
    @Guilherme precisa sim se procuração..e acho q seus pais tem q assinar essa procuração por ele ser menor.
  • @mlg ja respondi essa questão no outro tópico q vc postou.
  • @guilherme gallo

    leve a documentação assinada pelos pais, e tudo mais como se fosse processo por correio, e apenas entregue pessoalmente e pague a taxa

    pra procuração ser aceita, precisa apostilhar... gasta-se muito
    e pra menores - se for possivel via procuração - creio que precise uma do pai e uma da mãe, ambas apostilhadas...
    nem se compara com o gasto de reconhecer as duas assinaturas no cartório
  • mlgmlg Member
    Obrigada @vlad pela sua rapidez e atenção! Tenho mais duvidas...
    Posterior ao envio do processo do meu pai, vou solicitar o da minha mãe, antes de solicitar o dela, precisa transcrever o casamento do meu pai ou é automático (já que a certidão de nascimento consta que ele casou)?
    Se precisar transcrever, pode ser junto com a solicitação de nacionalização?
    Se não, posso enviar os documentos da minha mãe juntos e solicitar a nacionalização dela juntamente com a dele?
    Obrigada!
  • @mlg

    1- acp não faz nada de casamento
    2- se a atribuição da sua mãe for por casamento, obrigatoriamente o processo corre em lisboa, não no acp
    3- sim, precisa pedir a transcrição. ela não é feita automaticamente por estar averbada na CN
    4- cada processo corre e tem q ser enviado de forma independente
  • Oi, gente.

    A Atribuição da minha mãe 'Sueli' foi enviada por DHL na data de hoje.

    Poderiam colocar na planilha para mim?

    Obrigada :D
    Ansiedade a mil por aqui!
  • Boa tarde a todos!

    Estou levantando os documentos para o processo de atribuição da avó da minha esposa. Já consegui reunir todas as certidões, tanto do Brasil quanto de Portugal.
    A avó da minha esposa é filha de português nascido no Distrito de Bragança em 1904 e que chegou ao Brasil com oito anos de idade em 1912, se casou e faleceu aqui no Brasil.
    Minha dúvida é se eu preciso fazer o processo de transcrição de casamento do português antes de fazer o processo de atribuição? Alguém pode me ajudar?

    Obrigado!
  • @CarolinaALeite já inclui os dados dela na planilha. Vai dar tudo certo com o processo dela!
  • @Luisa Castro tenta enviar um email para rcentrais.informatizacoes@irn.mj.pt
    Informe a eles a data de nascimento e nome completo. Talvez isso possa lhe ajudar.
  • @Pedro muito obrigada!!!!
    Torcendo aqui! :D
  • DSoaresDSoares Member
    editado June 2018
    @Pedro Antonio Pereira Jr obrigado...
    Qualquer novidade posto aqui.
  • Boa Noite,
    Tenho algumas dúvidas sobre a minha naturalização.
    1) Meu pai (português) reside no Brasil, e irá para Portugal em Julho, ele pode entregar minha documentação na conservatória? Preciso fazer uma procuração dando poderes à ele? Existe uma procuração modelo, caso precise? Precisa ter o Apostilamento de Haia?
    Se não precisar de procuração, eu assino o formulario 1C reconecido a assinatura aqui no Brasil? Se for eu quem assina, preciso fazer apostilamento do formulario ou apenas o reconhecimento em cartorio brasileiro tem validade.

    2) Sou brasileira, e já sou casada, adquiri o sobrenome do meu conjuge. Porém na minha certidão de nascimento de inteiro teor já consta essa alteração, mesmo assim eu preciso enviar a certidão de casamento?

    3) Meu pai já se divorciou da minha mãe(brasileira), porém foi ele quem declarou meu nascimento na certidão. Ele precisa atualizar o casamento antes de dar inicio ao meu processo de naturalização? Ele tirou uma certidão de casamento de inteiro teor onde já consta a averbação do divórcio, ele consegue atualizar em Portugal com esse documento devidamente apostilado?

    4) Já tenho filho, hoje com 14 anos, e gostaria de solicitar a naturalização dele também. Aguardo a finalização do meu processo ou posso solicitar já? Qual seria o formulario que ele tem que preencher o Modelo 1C ou Modelo 2

    Obrigada pela atenção
  • Vlad PenVlad Pen Member
    editado June 2018
    @ThaisMar

    1-Seu pai vai precisar de procuração e precisa ser apostilada.O procurador é quem assina o formulário 1C com seus dados.Não precisa apostilar.

    2-Se na sua certidão de nascimento constar averbado seu casamento não precisa enviar a certidão do mesmo.

    3-Seu pai não precisa atualizar o estado civil para seu processo de atribuição .

    4-Para atribuir seu filho menor(processo gratuito) é preciso seu processo ser concluido e depois transcrever seu casamento.

    Modelos de procuração:

    http://www.irn.mj.pt/IRN/sections/irn/a_registral/servicos-externos-docs/impressos/nacionalidade/impressos-nacionalidade

    Formulário 1C para menores:

    http://www.irn.mj.pt/sections/irn/a_registral/registos-centrais/docs-da-nacionalidade/declaracao-para1654/downloadFile/attachedFile_f0/Artigo_1-C_gratis.pdf?nocache=1455794359.46
  • @Vlad Pen
    Obrigada pelo auxilio!
    Só mais uma pergunta... no item 4 da sua resposta voce menciona processo gratuito para atribuição do meu filho. Não haverá taxa por ele ainda ser menor? Até quantos anos é essa gratuidade.
    E outra coisa se na certidão já consta que casei, é necessário transcrever antes de pedir do meu filho? Não posso mandar a certidão de casamento juntamente com o pedido do meu filho?

    Obrigada!

  • @Marcia
    Te escrevi in box.
  • Pessoal, bom dia!
    Assustado com o valor de aumento do apostilamento aqui nos cartórios de MG, fiz um apostilamento em dez de 17 no valor de 25,00. Agora fui fazer outro e o valor está 106,00. Um abuso!
  • @Thaismar.A gratuidade é até enquanto for menor (18 anos).A Transcrição de casamento é um processo à parte...não basta só enviar a certidão de casamento.
  • editado June 2018
    @RenataMachado está tudo correto, com exceção do número do telefone do IRN, IP. Falta o código de Portugal (351). De resto, não há problemas.
  • Bom dia!

    Como peço o nº do processo, data de numeração e previsão de conclusão?

    Somente ligando pra LR ou pode ser por e-mail tbm?

    Obrigado!
  • @Bruno Estrela ligue na LR. Informe a eles o nome e a data de nascimento que eles lhe informarão a respeito do processo.
  • Amigos, bom dia! Tem problema o formulário 1C sem impresso em preto e branco?
  • @Pedro Antonio Pereira Jr. obrigado!
  • @Manuela Vidal recomenda-se que imprima o formulário 1C em cores, na frente e no verso da folha.
  • Boa tarde, Não tem como criar um post fixo e fechado com todas as planilhas existentes?

    exemplo:

    ACP (somente atribuição):
    https://docs.google.com/spreadsheets/d/1-Qyaqk9HuqDe8mENmXKJu8jh5iKoZ25rgq088eCCIdk/edit#gid=0

    Tondela (atribuição e transcrição):
    https://onedrive.live.com/view.aspx?cid=7d945833b4dc4203&page=view&resid=7D945833B4DC4203!117784&parId=7D945833B4DC4203!117391&authkey=!ABp1ajpXHdtCdFc&app=Excel

    Pois várias perguntas pedem o link, seria mais prático para todos..

    Obrigado
  • Boa Tarde...

    Uma dúvida...

    Quando no Assento de Nascimento da Portuguesa...(Mãe do requerente no Processo de Atribuição da Nacionalidade Portuguesa)...Já se encontra averbado o Casamento celebrado no Brasil...Constando inclusive a alteração do nome dela no Registo Português...
    O ACP mantém a exigência do envio da Certidão de Casamento...?

    Se sim...Deverá ser uma 2a.via Apostilada...?

  • MarceloDFMarceloDF Member
    editado June 2018
    @maurelio, se o pai português foi o próprio declarante na certidão de nascimento da filha (avó da sua esposa), a atribuição dela poderá ser feita pelo ACP sem a necessidade de transcrever o casamento do português. A avó de sua esposa ainda é viva, certo?

    Detalhes: Pelo que já li aqui, se os pais dela fossem ambos portugueses, a transcrição seria obrigatória. Se a atribuição fosse feita por outra conservatória, a transcrição também seria obrigatória.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.