Atribuição pelo ACP Porto (informações e Processos)

123242628291299

Comentários

  • Que boa notícia, Rodrigo! Parabéns!
  • Parabéns Rodrigo Deus abençoe e ilumine!
  • Rodrigo,

    o pessoal da Linha Registos sempre dá um prazo maior, baseados nos processos feitos pela CRC Lisboa.
    As atribuições da minha família que foram feitos por Porto, levaram de uma a duas semanas, depois do despacho, para terem o registo do assento. Já por Lisboa, demoram mais de um mês.
  • Felipe Ormeni,

    sim. Fazendo o processo pelo ACP de Porto, o vale postal deve ser encaminhado para o endereço do próprio ACP.
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    editado September 2015
    Rodrigo, os atendentes da Linha Registos são bem desinformados. Sempre falam para esperar 3 meses.
    Tente retornar em duas semanas para pedir o número do assento e, caso ainda não exista, vai tentando 1 vez por semana.

    Parabéns pela atribuição!
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    Aline Almeida, só depois de ter o NÚMERO DO ASSENTO é que é possível solicitar BI e Passaporte.
    Você fez pelo ACP? Caso positivo, este número, depois do processo concluído, leva de 1 a 2 semanas em média para ser gerado. Acompanhe pela Linha Registos. Parabéns!
  • Bateu uma duvida na minha atribuição.
    Estou enviando a documentação da minha mãe para tirar a minha posteriormente, na minha certidão de nascimento meu pai é o declarante. Como estou mandando a documentação da minha mãe já como casada (com a certidão de casamento autenticada junto) será preciso transcrever o casamento dos meus pais em portugal? ou esse processo é "automático"?
  • @Rodrigo, parabéns! Uma pergunta, você fez pelo ACP?
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    Vinicius, precisa transcrever sim. Aqui no fórum recomendamos que faça pelo 4oCRC do Porto. Tem um custo de 120 euros a transcrição.
  • @David Lima

    Obrigado pela informação David, é demorado o processo? Só posso fazer depois da minha mãe ja ter a cidadania dela certo?
  • Não vejo a hora de mandar o meu e do meu irmão para o porto. Caramba, Lisboa tá bem devagar.
  • Obrigado galera,

    Marcia e David, obrigado pelas dicas. Ligarei em breve para conseguir o número do registro o mais rápido possível.

    Marcelo de Moraes,
    Sim, fiz pelo ACP.
  • Ziza,

    o processo do seu pai é de naturalização (neto) ou atribuição (filho). Se for naturalização ainda deve ter outro tanto de espera pelo menos, se atribuição mais um pouquinho e seu pai é português.
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    @Vinicius a transcrição do casamento de minha avó foi realizada um dia depois que os documentos chegaram lá. Eficiente demais!
  • Pessoal, estou juntando os docs para fazer a atribuição para a minha mãe por porto. Eu não tenho a certidão de nascimento portuguesa da minha avó, apenas o cartão cidadão dela. Alguém sabe dizer se é obrigatório solicitar a certidão de nasicimento portuguesa dela no consulado?

  • Pessoal
    Estou com o processo para fazer a atribuição do meu pai, inclusive encontrei a certidão do meu avô através do http://tombo.pt/f/mdb02.

    Duvidas:

    1- o número do assento é o que vem do lado do registro, no caso do meu avô tem o nº04 é isso?

    2- talvez meu maior problema: meu avô foi registrado como MANUEL, porém vindo para o Brasil por algum motivo mudou para MANOEL, inclusive foi declarante no nascimento do meu pai com nome de MANOEL. Será que eles irão implicar? Mando o processo assim msm?

    Abs,
  • Rodrigo,

    1 - imprime e manda uma cópia desse batismo. Informa esse número 4.

    2 - Vc não tem problema.
  • Obrigado Guilherme! Ocorre que eu não tenho as informações da certidão, como o número do assento, para preencher o formulário. Alguém sabe me dizer se alguma conservatória informa esses dados por telefone, ou eu devo solicitar uma via da certidão mesmo?
  • Luan,

    o que o ACP diz no link que passei: " Deverá mencionar a data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho do nascimento) do(s) progenitor(es) português; "

  • Guilherme, acho que não consegui me expressar direito. Eu estou dando entrada no pedido da minha mãe, sendo que a minha avó também teve a nacionalidade atribuída. Ocorre que a minha avó não possuí a certidão dela, apenas o cartão cidadão. Ou seja, eu não possuo o nº de assento (acredito que essa informação esteja na certidão). A minha dúvida é: Eu consigo essas informações apenas solicitando a 2ª via em Portugal ou será que eu consigo essa informação por telefone?
  • Sensacional! Amo esse fórum! Obrigado @Marcelo e @Guilherme!
  • Obrigado @Guilherme, o processo foi hoje!
  • Pessoal, boa tarde.
    Estou fazendo o processo de atribuição da minha mãe, filha de pai português (declarante na cert nascimento) e mãe brasileira. Já estou com todos os documentos, cópias, etc, prontos para envio.

    Dúvidas:
    1- Alguém já enviou o vale postal tendo o Sr. Mario como remente? Algum problema? (os Correios, para variar, só estão aceitando fazer para Pessoa Física).

    2- Vi alguns comentários dizendo que temos que preencher o código gerado do Vale Postal no Form 1C. Tem um campo específico para isso ou posso colocar apenas o comprovante de pagamento junto com o envelope?


    E como nunca é demais repetir, parabéns pela iniciativa do Forum! Realmente não precisamos de nada do consulado para fazer o processo de forma independente.

    Obrigado!
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    1. Tem que colocar em nome do Arquivo Nacional do Porto (procure outra agência dos Correios, essa informação que eles dão é uma besteira). Aliás, uma pessoa pode se chamar Arquivo Nacional do Porto... né? O que os Correios tem a ver com isso? O cidadão pode colocar o nome que quiser.

    2. Preenche o campo e coloque uma cópia do comprovante do Vale.
  • Arquivo Central do Porto.
  • Marcelo MMarcelo M Member
    editado October 2015
    1. Não creio que seja realmente necessário ser no nome do ACP. Eu enviei no nome do Sr. Mario, justamente pelo fato de o entendente do correio ter me jurado que não era possível no nome do ACP, e não tive problemas.
  • Marcelo,

    se o Sr. Mário estiver de férias ou de licença vai ser ótimo. Não? Se aposentar então...
  • @Guilherme, bom ponto.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.