Transcrição de casamento - 4ª crc do Porto - informações e requerimento

145791030

Comentários

  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    Olá, @IJFREIRE,

    o número do registo do casamento é totalmente irrelevante.
    O importante é o número do assento, que agora contém o casamento averbado.

    Só com o número do assento, é possível sim pedir o CC no consulado.
  • @klebergarcya , @Marcia e @Maria Nélida , gente grato pela atenção mais uma vez.
  • @Maria Nélida obrigada! Beijocas
  • A carta chegou ontem com o assento de casamento
  • DiegoDiego Member
    Caros colegas, pelo que entendi, em se tratando de casamento entre portugueses realizado no Brasil, apenas a indicação dos 2 assentos é suficiente? Juntamente com a certidão de casamento legalizada, o requerimento e o vale postal, claro.

    Agradeço antecipadamente.


  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    @Diego,

    sim. Está correto.
    A certidão deve ter a firma reconhecida do notário que a assina e ser legalizada pelo consulado.
    O requerimento deve ter a assinatura de um dos dois reconhecida por autenticidade no cartório, ou reconhecida presencialmente no consulado.
  • DiegoDiego Member
    Olá, Marcia. Muito obrigado.

    Sobre esse caso, falo de dois portugueses falecidos.
    Pelo que li nos diálogos anteriores, essa ainda é uma dúvida muito presente e considerável, a de quem assina o requerimento quando falamos de um casal já falecido.

    Quanto a transcrição do casamento entre um portugues e uma brasileira, em sua maioria avós e bisavós já falecidos, percebo que, mesmo tendo uma recomendação oficial de transcrição de casamento, os diversos relatos de pessoas que conseguiram a obtenção da cidadania sem essa transcrição, fazendo uso apenas da certidão de nascimento em inteiro teor, na qual o portugues é o declarante, fazem com que muitos repensem o custo de 120 euros, mais os custos e tempo para outros certidões.

    Parece que muitas das dúvidas propostas nesses tópicos que tratam da transcrição de casamento, em resumo, são baseadas nisso.

  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    @Diego,

    o(a) filho(a) pode assinar o requerimento, sem problemas.
    Basta anexar tb a cópia autenticada do RG.

    Isso, qdo o português é homem, casado com não portuguesa. E este português foi o declarante na certidão do filho, não é necessária a transcrição do casamento.

    Mas, qdo se trata de ambos os cônjuges serem portugueses, a transcrição do casamento é obrigatória.
  • DiegoDiego Member
    @Marcia,

    Muito obrigado pelo seu esclarecimento e precisão.

  • DiegoDiego Member
    Olá, @Marcia

    por gentileza, em variados momentos, por experiência, citam diferentes conservatórias para o processo de transcrição, algumas com modelos de requerimento próprios, outras não.
    Sabe dizer, nesse momento, qual o melhor caminho em termos de tempo?
    Penso em esperar até o dia 14 de agosto e já pedir a Apostilha.

    Obrigado.
  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    @Diego,

    seria Ovar ou 4a de Porto.
  • DiegoDiego Member
    Obrigado, @Marcia.

    Solicitei o requerimento junto a 4ª de Porto.
  • DiegoDiego Member
    Muito obrigado, @Marcia.
  • Olá a todos.

    Hoje recebi e-mail da 4ª Porto informando a conclusão da minha transcrição no dia 25/07.

    Precisei mandar um e-mail pela manhã pedindo informações, pois estava preocupado com a validade do vale postal (expirava hoje). Eles responderam ainda pela manhã. Informaram o nº da transcrição na Conservatória e que já enviaram a certidão pelo correio.

    Ufa!!!!!!!!!!!! Foram 22 dias corridos ou 16 dias úteis. Para uma transcrição! Em 2014 chegavam a fazer no mesmo dia. Acho que bati todos os recordes.

    Para conhecimento geral:
    - 28/06 - Envelope postado em Brasília;
    - 04/07 - Recebido na 4ª do Porto;
    - 25/07 - Transcrição concluída;
    - 29/07 - Recebi e-mail deles informando a transcrição (em resposta ao meu pedido de informações).

    Na segunda-feira vou a embaixada em Brasília fazer o Cartão de Cidadão. Depois dou notícias sobre isso.

    Solidariedade é a palavra que melhor expressa esse Fórum.

    @Marcia obrigado pela ajuda.
  • @IJfreire, Parabéns!!
  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    @IJFREIRE,

    parabéns! Fico feliz que tenha dado tudo super certo!
  • Gente cada vez que leio , desculpa fico mais confusa.
    Falei em algum tópico não lembro onde se tenho que transcrever o casamento da mamãe , ja fui informada que sim ,mas será que quando ela tirou o consulado não fez isso?pois eu fiz pelo consulado o processo de nacionalidade dela .
  • Maria NélidaMaria Nélida Member, Moderator, Banner
    @Simeia ,quando fiz minha atribuição no ano de 1999,também fiz pelo consulado e não sabia se haviam ou não transcrito o meu casamento e eu precisava dessa informação porque iria fazer a atribuição da minha filha ano passado.
    Enviei um email para - crcentrais@dgrn.mj.pt

    Responderam 3 ou 4 dias após confirmando a transcrição.
    Então, envie um e-mail com os dados dos seus pais e,caso tenha o assento da sua mãe,digitalize e mande como anexo.

  • Maria Nélida mais uma vez obrigada , desculpas as perguntas mas são duvidas e vocês são anjos ajudando quem precisa de informação , eu fui vê o recibo do consulado e la eu paguei sim uns 400 reais esta escrito no recibo ,mas irei sim mandar um email. Obrigada e Deus abençoe vocês!!!!!!
  • Parabéns IJFREIRE!!!!!
  • @M Adelaide, @Marcia e @klebergarcya, obrigado gente!

    Hoje fui a embaixada pedir o CC. A funcionária disse que devo receber em 30 dias. A conferir.
  • Pessoal minha mãe é Portuguesa e casou com meu pai brasileiro, ja tenho todos documentos, porém essa semana fiquei sabendo que meu pai brasileiro não tem registro de nascimento e vou receber 5 certidões negativas do cartório onde nasceu, será que consigo transcrever o casamento da minha mãe Portuguesa sem a certidão do nascimento do cônjuge?
  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    @Nando Monteiro,

    olá. Uma vez que vc sabe onde está a certidão de casamento de seus pais, peça para o cartório que a detém, levantar os autos do casamento. Lá, vc terá informações sobre a certidão de nascimento dele.

    Por favor, escreva suas dúvidas em apenas uma discussão, para mantermos este espaço organizado.
  • Oi, @Marcia

    a necessidade de transcrição ou não do casamento se aplica ao atribuído, quero dizer, o pai obtém a cidadania e, por ser declarante do filho, não necessita transcrever seu casamento para que o filho também obtenha?

    Novamente, muito obrigado.
  • Maria NélidaMaria Nélida Member, Moderator, Banner
    @Diego,Tondela aceita sem transcrever o casamento caso o declarante seja o pai portugues.
    Ovar não aceita atribuir sem transcrever
  • @Maria Nélida,

    muito obrigado!
    Consegui um contato em Lisboa e estou tentando filtrar a melhor conservatória em termos de tempo, pensando em fazer localmente, bem como o aceite de processo de transcrição, conjuntamente com o de atribuição,
  • Prezados, mandei para a avaliação prévia da 4ª crc do Porto a cópia de todos os documentos para a transcrição do casamento de minha avó e atribuição do meu pai, seguindo a orientação deles. Por favor, alguém saberia informar se este procedimento costuma demorar? Enviei na segunda feira e não tive retorno do e-mail. abcs
  • Hoje recebi pelo correio o registro da transcrição do meu casamento.

    Abaixo a cronologia do processo:
    - 28/06 - Envelope postado no correio em Brasília para 4ª CRC do Porto;
    - 04/07 - Recebido na 4ª do Porto;
    - 25/07 - Transcrição concluída;
    - 29/07 - Recebi e-mail da 4ª do Porto, em resposta ao meu pedido de informações sobre o andamento do processo, informando que a transcrição já fora feita e o registro enviado para meu endereço;
    - 08/08 - Entrega no meu endereço do registro da transcrição de casamento.
  • @daniloroberti ,

    Conforme orientação recebida da 4ª Porto, enviei a documentação digitalizada para exame prévio no dia 16/06. Eles retornaram no dia 23/06.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.