Transcrição de casamento - 4ª crc do Porto - informações e requerimento

2456730

Comentários

  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    editado October 2015
    Malu, então caiu em pendência? Não entendi. É processo de naturalização?
    Porque o normal da 4a CRC do Porto é realizar em menos de uma semana a transcrição.

    Alguém do fórum já fez transcrição/averbação de casamento na 4aCRC do Porto sem ser o interessado o requerente?
    Como foi?
  • A transcrição de casamento dos meus avós foi feita depois deles terem falecido também.
    Lembro que achei estranho pedir a assinatura presencial da minuta do requerimento, mas não lembro exatamente como foi feito, até procurei aqui nos documentos mas essa foi sem cópia.
    Se ligar no consulado ou enviar um e-mail a 4crc eles explicam.
  • David,
    É para o processo de naturalização de minha mãe, neta de portuguesa e falecida em 1945. Como o nascimento do pai da minha mãe foi registrado (em 1903) pelo pai dele (avô de minha mãe, marido da portuguesa e brasileiro) e não pela mãe portuguesa, a CRC de Lisboa pediu a transcrição de casamento da avó portuguesa com o avô brasileiro. Amanhã vou ligar para a 4ª CRC-Porto e perguntar como está o processo da transcrição e se já mandaram para Lisboa.
    Pena que não conhecia este Forum quando mandei o processo de naturalização em março, senão já teria mandado direto para a CRC do Porto. Mas foi bom saber que o Pedro Gonçalves tambem fez e conseguiu. O Consulado daqui de Curitiba não explica nada, se não fossem vocês, eu estaria perdida... Mas vai dar tudo certo, e em breve estaremos todos comendo bacalhau à Gomes de Sá e pastéis de Belém na terrinha! :)
  • oi amigos, muito obrigado!

    enviei um email pra eles com essa dúvida, mas ainda não me responderam. Vou preencher como se fosse meu avô solicitando e vou enviar pra eles via email para ver se está tudo ok.

    Um abraço
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    Mas Anderson,
    é necessário reconhecer assinatura presencialmente em cartório, portanto se você preencher como se fosse seu avô eles podem dar ok achando que ele está vivo, mas aí depois faz como com a assinatura?

    Melhor preencher com seu nome solicitando a transcrição dele e ver se aceitam este tipo de solicitação.
  • Oi, acabei de receber um e-mail da 4ªCRC do Porto com a noticia que já está no correio para o Brasil a transcrição do casamento dos avós da minha mãe. Ela (minha mãe, a neta de portuguesa) solicitou a transcrição para ser anexada ao processo de naturalização dela, em andamento na CRC Lisboa. A 4ªCRC Porto tambem avisou que já mandaram.
    Portanto, Anderson, você deve colocar o teu nome na solicitação, já que você é o neto do português. Dá certo!
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    Excelente contribuição Malu
  • faltou terminar uma frase: a 4 CRC Porto já mandaram, internamente, para a CRC Lisboa, a transcrição do casamento para ser anexada ao processo de nacionalização.
  • Ufa, devagar e sempre, né? Já estou vendo a luz no fim do tunel! :)
  • Eu acredito que com algum grau de parentesco já é possível solicitar a transcrição, porque é um fato que já ocorreu(casamento) e você ainda está pagando para ser feito.
  • maravilha! Obrigado a todos!
  • editado October 2015
    Ola pessoal, voces enviaram os documentos direto pelos correios ou antes enviaram digitalizados por email e aguardaram uma resposta?
  • DÚVIDA 1: No meu caso, a requerente mudou de nome após o casamento. Então no requerimento, onde começa "FULANA DE TAL, residente...." eu vou colocar o nome atual dela ou o nome de solteira?

    DÚVIDA 2: No e-mail, pedem pra indicar onde está lavrado o registo de nascimento em Portugal. Onde vocês fizeram essa menção? Ou você optaram por enviar cópia simples da certidão de nascimento portuguesa?

    Abraços.
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    @gabriel sim
    @ Roberto Dúvida 1. Sim, nome de solteira abre o requerimento (é meio óbvio porque depois tem uma parte que diz que depois de casada passou a se chamar...)

    Dúvida 2. Eu digitei um documento bem simples no Word e coloquei no envelope: TRANSCRIÇÃO DE CASAMENTO DE FULANA....... (nome de solteira). Assento número tal... ano tal.... Registrada no Arquivo Central do Porto
  • @david
    Entendi. Valeu.
  • Pessoal uma dúvida: No Requerimento de Transcrição do Casamento, exige-se o Reconhecimento Presencial de Assinatura no Consulado Português. É isso mesmo? Não poderia ser Reconhecimento Presencial em algum Cartório brasileiro?
  • Maria NélidaMaria Nélida Member, Moderator, Banner
    Fernando,vc está fazendo por algum consulado?Se for,tem que ver o que eles pedem.Se for fazer pelo ACP,pode ser em cartório por AUTENTICIDADE
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    editado October 2015
    @Fernando pode ser por autenticidade em cartório.
  • Colegas, na transcrição, as certidões de inteiro teor (nascimento e casamento) devem ser legalizadas no Consulado. Portanto, antes preciso legalizar no Itamaraty, assim como na atribuição, correto? Dúvida besta, mas sei lá...
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    1. SIM!
    2. Se for no Consulado do RJ - NÃO PRECISA PASSAR NO ITAMARATY
  • @David. É Belo Horizonte. Mas tudo bem, aqui o Itamaraty é tranquilo! Valeu!
  • Amigos, estou com a documentação pronta para dar entrada, mas veio essa dúvida de TRANSCRIÇÃO DE CASAMENTO. Alguém pode me ajudar? Pois vou dar entrada como neto, solicitando a naturalização. Então veio essa dúvida. No meu caso, meu avô que era Português (falecido). Obrigado a todos.
  • @Nilipolis não entendi sua dúvida.

    Pessoal, descobri que os casamentos com regime de comunhão universal realizados após a lei do divórcio (1977) obrigatoriamente têm pacto antenupcial. No e-mail enviado pelo 4CRC eles informam da necessidade de enviar essa certidão também. A pergunta é? Vocês emitiram uma nova? Legalizaram no consulado e tudo o mais? E quando a escritura de pacto antenupcial serviu só para estabelecer o regime de comunhão universal?
  • Paulo AndréPaulo André Member
    editado October 2015
    Meus amigos, estou auxiliando a minha tia na transcrição do casamento dela, porém estou com uma dúvida, ela têm 3 filhos, porém não é casada. Ela pretende celebrar o casamento através de uma União Estável. Vocês sabem se é possivel requerer a transcrição do casamento através da União Estável? Ou seria necessário realizar o casamento civil?

    Mais uma vez, muito obrigado!
    Abs
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    Em Portugal a União Estável se chama União de Facto, que é o que sua tia possui. Ela precisa registrar a União de Facto, ou reconhecer a brasileira, mas isto seria mais pra fins de visto de residência, pois acho que não se transcreve este tipo de união, uma vez que não altera nomes e nem nada.
  • @Davi peguei algumas dicas com um usuário do fórum, pelo que entendi, nesse caso não é necessário transcrever o casamento da minha tia. Os 3 são filhos do mesmo pai, registrados no primeiro ano de nascimento. Eu vou prosseguir com a atribuição dos meus primos, depois se necessário, realizo a transcrição do casamento.

    "Juntos somos ainda melhores"
  • David LimaDavid Lima Member, Moderator
    Mas ela não é casada, correto? Por isso não tem o que transcrever. (só pra eu aprender mais uma dica) RS!
  • Roberto BrantRoberto Brant Member
    editado November 2015
    Pessoal, sabem me dizer se as transcrições na 4ª CRC do Porto continuam saindo com eficiência? Antes de ter a informação sobre a agilidade da CRC de Ponta Delgada, eu já havia reconhecido presencialmente a assinatura do meu avô no formulário da 4ª CRC, e tirá-lo de casa hoje está mais complicado. Então, vou enviar pra lá, mesmo.
  • @Roberto

    Eu havia feito o mesmo, porém mandei em anexo por e-mail para ponta e eles aceitaram o modelo, só não enviei na época porque o correio não conseguiu fazer o vale postal pra Açores
  • MarciaMarcia Member, Moderator, Banner
    Roberto,

    pelo que sei, a 4ª CRC de Porto está na mesma situação (demorando cerca de uma semana para transcrições).
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.