Requerimentos para Transcrição de Casamento em Ponta Delgada e Tondela- Modelos e Preenchimento.

1356765

Comentários

  • @Mariza Guerra desculpe.. já vi onde é
  • @Mariza bom dia, na certidão de nascimento de minha bisavó Portuguesa só consta o bairro e cidade onde moravam á época do casamento e ninguém da famila sabe extamente o endereço. como posso proceder? Se colocar algum endereço fictício ( respeitando bairro e cidade) pode dar algum problema?
    Obrigado
  • Daniel HenriquesDaniel Henriques Member, Moderator
    @edujust preencha como esta na certidão de casamento, a informação que não constar deixe em branco. Não crie endereço fictício, preencha apenas com o bairro e cidade.
  • Boa noite pessoal..
    Tudo certo??

    Tenho acompanhado o fórum a um tempo já buscando informações, entrei em outro tópico e me disseram que esse aqui seria o correto pra eu conseguir informações que possam me ajudar no início dessa minha saga pela cidadania.

    Ainda não tenho todos os docs suficientes em mão, mais já sei que tudo o que preciso, consigo facilmente.
    Bom, gostaria de pedir a ajuda de vocês para esse start e também para tirar um pouco do medo de não conseguir se iniciar de modo errado. Vou contar brevemente minha situação pra vocês..

    Minha linha familiar consiste em Bisavó(portuguesa nascida em Camara dos Lobos na Ilha da Madeira, mais vive no Brasil desde pequena), avó(brasileira), mãe(brasileira) e eu.
    Todas elas estão vivas incluindo a portuguesa e vivem no Brasil e eu vivo a um tempo já na Irlanda(por isso a necessidade da cidadania, pretendo ficar aqui por um tempo e depois talvez Espanha ou Portugal).
    Minha bisa e meu bisavô(brasileiro) são casados em cartório, e tenho já a certidão em inteiro teor já apostilada, assim como todas as certidões de nascimento. Mais pelo que vi, preciso após a mudança da lei das certidões reprográficas e não as inteiro teor, estou certo disso??
    Inicialmente já estou querendo enviar os documentos para a transcrição de casamento de meus bisavós, seria correto eu enviar o pedido em meu nome sendo bisneto? Ou devo solicitar a outra pessoa, tipo minha avó ou minha mãe?
    Podem me ajudar com a confirmação dos docs realmente necessários nessa fase? Ahh, e o processo de transcrição em Ponta Delgada continua transcorrendo bem??

    Uma outra informação que vi, é que todos os não portugueses precisam comprovar residencia em Portugal, isso não sei se é realmente de fato, e se for complica um pouco meu caso, pois somente minha mãe(seria um pouco dificil, mais acho possível ela viajar) e eu que podemos viajar normalmente. Minha avó e também minha bisa não tem condições de saúde pra uma viagem dessa. Poderiam me ajudar nessa parte, pois não sei de verdade como funciona. Se realmente elas tem que vir a Portugal.

    Creio que a situação seria essa em partes.

    Agradeço imensamente pela ajuda..

    Atenciosamente,
    Danilo
  • Daniel HenriquesDaniel Henriques Member, Moderator
    @Danilohm para transcrição de casamento certidão inteiro teor digitada, para processos de atribuição certidão inteiro teor reprográfica.
    Se você for pedir a transcrição de casamento de seus bisavós terá que juntar cópia da certidão de nascimento sua e de sua mãe para comprovar a linhagem e poder dar entrada no pedido, seria mais fácil ou sua bisavó ou sua avó assinar o requerimento assim não teria que juntar tantas cópias de certidões.
    Te falei no outro tópico para fazer um processo de cada vez, começando pela sua avó, depois sua mãe e finalmente o seu. Fazendo assim não terá que comprovar vínculos com Portugal, serão todos processo de pais para filhos. A exigência de comprovar vínculos é apenas para netos.
    Hoje sua avó é brasileira (filha de portuguesa), sua mãe é brasileira (neta de portuguesa) e você é brasileiro (bisneto de portuguesa), quando sair a atribuição de sua avó ela será portuguesa então nesse momento fica assim sua avó é portuguesa, sua mãe é brasileira (filha de portuguesa) e você é brasileiro (neto de portuguesa) e assim por diante.
    Sim, o processo por PD está rápido, cerca de 20 a 30 dias para conclusão. Os documentos você pode ver na primeira página desse tópico junto com as instruções de preenchimento e modelos do requerimento
    :
    DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

    1.Cópia simples do assento do português(a), preferencialmente (ou a indicação do número do assento e Conservatória, em um papel a parte).
    2. Certidão de casamento inteiro teor apostilada. (Não precisa ser reprográfica).
    3. Certidão de inteiro teor do cônjuge estrangeiro apostilada (Não precisa ser reprográfica). Se não for em língua portuguesa precisará da tradução juramentada apostilada.
    4. Cópia autenticada do RG, passaporte com filiação ou CNH do requerente.
    5. Requerimento assinado no cartório com a firma reconhecida por autenticidade.
    Vale postal 120 euros.
  • É necessário enviar a cópia apostiladas da identidade do requerente, quando este não for uma das partes do casamento?
  • Desculpa! Acabei de ver a resposta na postagem anterior
  • @acaroleal veja o q @DanielHenriques postou acima
  • @VladPen @Mariza @Marcia , Minha vó está preenchendo o Requerimento, modelo 2, para solicitação de transcrição... surgiu algumas dúvidas. Meu avô, português, já é falecido, qual seria a residência habitual? (rsrs)
    No campo "Declarantes", ela deve assinar? e no campo do meu avô (O nubente), deixo em branco? Desde já agradeço!
  • Vlad PenVlad Pen Member
    editado November 2017
    @André

    Residencia habitual:cidade,estado e País na data do casamento.

    Declarantes:o nome de quem assina o Requerimento (sua avó)

    Nubente: o nome do avô português.

  • Olá a todos!
    Vou fazer meu primeiro processo direto por Portugal. Então como muitos aqui, tenho algumas dúvidas (e receios de errar), apesar de já ter lido e relido várias postagens. Portanto, desculpem-me por certamente estar sendo repetitiva...

    Dúvida primordial:
    Tenho nacionalidade por atribuição por parte da minha mãe (meu avó materno era português nato). Fizemos processos "de pai para filho". Agora pretendo fazer a solicitação de nacionalidade para o meu filho, mas entendo que devo fazer primeiro a transcrição do casamento, mesmo sendo divorciada à data da atribuição da nacionalidade. Correto?

    Dúvidas quanto ao preenchimento do formulário (vou utilizar o #2):
    1) Logo nos primeiros campos informo o nome do marido e o nome de CASADA da esposa (eu)?
    2) Os dados de "O Nubente" e "A Nubente" são preenchidos conforme a certidão de casamento brasileira, ou seja os dados da nubente são dados de SOLTEIRA (nome)?
    3) Ainda nesses dados, a "Residência habitual" é o meu endereço completo hoje? Para onde eles enviarão a certidão portuguesa?
    4) Em "Declarante(s)" é para colocar o nome ou assinar? Os 2 ou só o meu?
    5) Em "Nacionalidade dos nubentes à data do casamento", para o nubente é brasileira. E para a nubente (eu)? À data do casamento no Brasil eu ainda não possuía nacionalidade portuguesa.
    6) Em "Se um dos nubentes for estrangeiro", é só colocar cidade, estado, país em todos os 3 campos?

    Obrigada!
  • Tb estou com duvida neste 'Residencia habitual".
    Tem 2 orientações diferentes P, o endereço na data do casamento, e o endereço atual. Qual seria correto? E coloca CIDADE/ESTADO/PAIS, ou o endereço que consta na certidao do casamento?

    Outra duvida, no final do formulario, onde se diz "se um dos nubentes for estrangeiro", so preenche a residencia a data da celebração do nubente estrangeiro mesmo, correto. Do nubente portugues deixa em branco?
    E tem que por somente CIDADE/ESTADO/PAIS, ou o endereço que consta na certidao de casamento?

    Obrigado!!!
  • Daniel HenriquesDaniel Henriques Member, Moderator
    Na parte aonde se qualificam os nubentes tirar as informações da certidão de casamento. Se constar endereço copie, se não constar deixe em branco (Não crie endereço fictício). Na parte do requerente preencher com o endereço atual, é o endereço para onde será enviado o assento de casamento
  • @Daniel Henriques, neste modelo #2, no qual um dos nubentes é que faz o requerimento não há campo para preenchimento de endereço do requerente. Este campo existe no modelo #1, quando um terceiro é quem faz o requerimento.
    Este é o motivo da dúvida. E como mencionou @Iggs, aqui nesta discussão aparecem 2 orientações diferentes para preenchimento do endereço habitual do nubentes: conforme a certidão e endereço para envio.
    Se for o endereço da certidão, conforme sua orientação, fica a dúvida: para onde será enviado a certidão?
  • Estes modelos disponibilizados aqui são formulários padrão ou podem ser alterados. Porque, neste caso o problema do endereço seria resolvido editando-se o modelo e acrescentando o campo do endereço atual.
    Por exemplo:
    "fulano de tal e fulana de tal, casados, residentes à , vêm requerer a transcrição do seu casamento, juntando, para o efeito, a respectiva certidão, e prestando as seguintes declarações:"
  • @andrearei

    No campo endereço à época no casamento se refere ao endereço - cidade, estado e país - que consta da certidão.

    No campo endereço habitual preencha com o atual.

    A certidão de casamento portuguesa virá exatamente com dos dados da certidão de casamento brasileira. Não será de inteiro teor, é bem simples e qualquer engano no preenchimento do requerimento não prevalecerá sobre a certidão enviada.
  • @andrearei

    Pode ser alterado desde que contenha os mesmos dados, pois já recebi instrução da 4º de Porto com uma lista de informações necessárias para requerer a transcrição, não enviaram um formulário pronto.
  • @MarizaGuerra

    Ok. Mas, deixe ver se entendi direitinho:

    No modelo que eu estou usando, há 3 campos para endereço:

    1) "Residência habitual": nas seções "O Nubente" e "A Nubente". Nesta seção vou preencher Nome, Data de nascimento, Estado, Naturalidade e Filiação conforme a certidão. Mas Residência habitual não é a da certidão. É o endereço atual.

    2) "Residência à data da celebração - O Nubente / A Nubente": na seção "Se um dos nubentes for estrangeiro". aqui é que eu preencho com o endereço da certidão.

    3) "Primeira residência conjugal": na seção "Se um dos nubentes for estrangeiro". Aqui é que devo colocar apenas cidade, estado, e país?


  • @andrearei

    1. Endereço atual.
    2. Cidade, estado e país dos dois nubentes à época do casamento. Dados da certidão de casamento.
    3. Sim. Mas essa informação é irrelevante, não entrará nos dados da certidão de casamento portuguesa.
  • @Mariza Guerra

    Muitíssimo obrigada!

    Depois de tantas idas e vindas, e correções nos processos anteriores, o que gerou considerável perda de tempo, eu não queria correr o risco de errar alguma coisa desta vez!
  • Pessoal, necessito de ajuda.... Estou adiantando os documentos para Transcição de Casamento em Ponta Delgada, porém no formulário 1 para solicitação de terceiros tenho dúvidas (Mesmo lendo os Post's anteriores):

    1 - Naturalidade: é a cidade, estado e País? Pois no campo: "Se nasceu no Brasil ou outro País" informo novamente as mesmas informações: cidade, estado e País? Somente um nubente Atribuído, como fica?

    2 - Na Certidão de Inteiro Teor (Digitada) apesar de ter sido fornecido pelo Cartório, só tem o dia de registro do casamento, demais informações como: hora, Celebrante e Local só tem naCertidão mais abaixo na descrições da Igreja. Preencho esses dados da Igreja e assinalo somente a opção Católico ou também a Civil ?

    Desde já meus agradecimentos a quem puder ajudar nessas informações.
  • @Osmir, Naturalidade é cidade, estado e país onde o requerente nasceu.Iinformaçoes sobre hora , local da celebraçao ,coloque o q consta na certidão de casamento e na opçao civil ou católico, coloque civil.
  • Pessoal, vi vários casos que o filho pode requerer a transcrição do casamento dos pais, mas meu tio quer saber se pode já se antecipar e enviar a solicitação para transcrever o casamento da minha prima, filha dele, que está viajando. Ele pode ser o requerente sem precisar constituir procuração? Muito obrigada.
  • @GFaria o pai da sua prima(seu tio) pode sim requerer a transcrição do casamento da filha.Assinatura dele deve ser reconhecida por autenticidade.
  • Muito obrigada, @VladPen!
  • Pessoal surgiu uma duvida, mais uma rsrs:
    Quando eu for fazer a transcrição de casamento da minha avó eu preciso enviar a certidão de nascimento da portuguesa ( minha bisavó) certo? Quando eu for fazer a transcrição da minha mãe, eu preciso enviar a certidão de nascimento novamente da portuguesa ou nesse caso eu mando a certidão da minha avó e assim por diante ate chegar em mim?
  • Daniel HenriquesDaniel Henriques Member, Moderator
    @edujust quando você for fazer a transcrição de casamento as certidões são as dos noivos. No caso de sua avó as certidões que tem interesse são a de sua avó e seu avô. Não entram certidões dos pais dos noivos nos processos de transcrição de casamento.
    Exemplo: Sua avó foi atribuida, para fazer a transcrição vai enviar a certidão de seu avô e indicar em um papel a parte os dados de sua avó (Nome, filiação, data de nascimento e o número, ano e local do assento de nascimento informatizado). Sua avó sendo atribuída para Portugal ela é a portuguesa.

    Você está confundindo o processo de transcrição de casamento com o processo de atribuição. Na atribuição você manda o assento do português (ou indica, caso esteja informatizado) junto com a documentação do filho.

    Não me recordo mais, em que passo você está agora? Tinha que transcrever o casamento de seus bisavós em Portugal ou dar entrada na atribuição de sua avó?
  • @Daniel eu fiquei com essa duvida pois na relação de documentos exigidos para transcrição esta descrito que precisa da certidão de nascimento do(a) Portugues, certidão de casamento, e certidão de nascimento do conjuge além do requerimento RG e vale postal. No caso da transcrição da Portuguesa sem problema eu mando a certidão de nascimento dela, mas depois que eu fizer a atribuição da minha avó eu farei a transcrição dela, ai fiquei na duvida se tenho que mandar a certidão de nascimento da portuguesa ou somente a dela mesmo...
    A etapa do processo que eu estou é ainda a transcrição da portuguesa devo dar entrada em no máximo uns 20 dias.
  • @Daniel então no caso da transcrição da minha avó eu mando somente a certidão de casamento dela + certidão de nascimento do meu avô e uma copia simples do assento de nascimento dela, certo?
  • @Daniel este assento de nascimento dela tem que ser o Brasilero ou o novo assento portugues depois da atribuição?
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.