Judeus Sefarditas - Informações e processos

1133134136138139160

Comentários

  • @Màrius meu processo vai fazer um ano mês que vem, bolinha 01 tbm. Conservatória do Porto 🥹 Não foi transferida ainda

  • @abl602 reclamei de forma genérica, criticando a discrepância entre Lisboa e Porto com relação ao tempo de analise. Nem citei o meu processo.

    Mesmo assim não acredito em retaliação.

  • Olá a todos.

    O meu processo é 83XXX / 2022 O processo encontra-se na Arquivo Central do Porto gostaria de saber se alguém tem uma estimativa do tempo que demora a passar para a fase 2?

    Muito obrigado!

  • Ah, @MalloneBarros, com certeza o seu não demorará tanto quanto o meu; o Porto ainda é bem mais rápido que Lisboa, e muitas vezes só é transferido no final do processo para a criação do assento.

  • Talk2lurchTalk2lurch Member
    editado March 2023

    @julianfrancor não existe estimativa de tempo confiável para os processos enviados no meio da avalanche pós-mudança do regulamento, ninguém sabe quanto tempo irá levar. Meu processo fez 13 meses no Porto e ainda está na bolinha 1, e olha que enviei ainda antes do novo Decreto-Lei. A última informação que tive era que os processos na faixa de 13.xxx/22 no ACP estavam mudando para as bolinhas 2 e 3, que são processos respectivos ao dia 21 ou 22 de janeiro de 2022. Os tempos estão aumentando e irão aumentar muito ainda.

  • O ACPorto só transfere para outras Conservatórias após alguns meses na bolinha 7 marrom.


    Já as CRCentrais de Lisboa podem transferir dps de mais de 2 anos na bolinha 1 , ou também em outras estágios.

  • annekannek Member

    Meu processo chegou na CRC em dezembro de 2021. Ainda estou na bolinha 1 :/

  • @Màrius vou torcer pelos nossos processos!!

  • Pessoal, tem diferença entre ACP Porto e CRC Porto?

  • @MalloneBarros Sua pergunta está errada. Não existe o CRC Porto.

    ACP é Arquivo Central do Porto e está no Porto.

    CRC é Conservatorio dos Registros Centrais e está em Lisboa.

  • @MalloneBarros Acredito que exista uma conservatória de registo civil do Porto (CRC Porto) e o Arquivo Central do Porto (ACP). Porém não sei que tipos de procedimentos tem/fazem/analisam na CRC Porto, uma vez que os de nacionalidade (sefardita, filhos...) são enviados para ACP.

  • @alexmar e @izabelmedeirosm ah sim, entendo, essa minha dúvida surgiu após observar na planilha alguns processos sob a ACP Porto e outros sob CRC Porto. Mas muito obrigado @izabelmedeirosm, deve ser isso mesmo.

  • Bom dia,

    Estou para requerer meu pedido de cidadania via Serfadita.

    Sou de maior.

    Meu pai recebeu seu assento de nascimento via Serfadita.

    Preciso tirar também meu certificado junto ao CIL como ele fez ou posso pedir minha cidadania através do assento de nascimento dele diretamente junto a CRC?

    Obrigado!

  • @JRBN1976

    Você está em Portugal ou tem como comprovar laços com Portugal?

    Desde setembro do ano passado mudaram a lei, agora tem que comprovar vínculo.

  • Notícia importante (fonte oficial) sobre nacionalidade portuguesa pela via sefadita:

    Comunicado do Conselho de Ministros de 6 de abril de 2023 - XXIII Governo - República Portuguesa (portugal.gov.pt)


    "5. Foi aprovada a proposta de lei, a submeter à Assembleia da República, que altera a Lei da Nacionalidade. Entre as alterações propostas, é fixada uma data-limite para a vigência do regime que permite aos descendentes de judeus sefarditas portugueses requererem a nacionalidade portuguesa."


    Portanto, quem está buscando documentação, ou pensando em entrar com a requisição... melhor faze-lo o quanto antes!

  • @eduardo_augusto em que isso alteraria os processos já enviados e recebidos pela CRC antes de 01/09/22?

  • @susanaviana

    Não tenho nenhuma informação além do que consta no link.

    No entanto, o texto deixa claro que a intenção é colocar uma data-limite para as solicitações de nacionalidade pela via sefardita. Eu acredito que quem já deu entrada no processo não teria com o que se preocupar.

  • Olá,

    Fui o criador desse tópico há muitos anos, e já possuo a nacionalidade também há alguns anos.

    Parabéns a todos que já adquiriram suas nacionalidades, e boa sorte aos que ainda estão no processo.

    Recentemente, devido às mudanças na lei e à imensa procura por certificação junto à CIL, alguns pedidos foram enviados a Portugal sem o devido certificado da CIL.

    Lendo a lei, é claro que há a possibilidade da aprovação sem esse documento, apesar de eu achar que isso seria bem raro. De qualquer forma, ouvi dizer que algumas pessoas conseguiram a cidadania sem obter o certificado da CIL.

    Alguém aqui conhece quem tenha conseguido a cidadania sem ter obtido antes o certificado da CIL?

    Obrigado.

  • @MalloneBarros

    A CRC Porto não faz processos de nacionalidade.

    Mas tem sido muito usada no momento para a transcrição de casamento. Vamos ver se isso vai durar, pois, frequentemente, quando um lugar se torna "popular" para transcrição de casamento, depois de um tempo entope com a avalanche de pedidos e os prazos aumentam muito. Isso aconteceu com Ponta Delgada e agora está acontecendo com o consulado de Santos.

    A CRC do Porto só é menor (em número de conservadores) que a CRCentrais de Lisboa, a CRCivil de Lisboa (não são a mesma coisa) e a ACP Porto:

    https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/23264/quadros-de-funcionarios-nas-conservatorias#latest

    https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/22782/transcricao-de-casamento-crc-do-porto/p1

    https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/23255/lista-basica-para-transcricao-de-casamento-em-portugal-pela-crc-do-porto/p1

  • @CarlosASP Muito interessante essa diferenciação! Não sabia e acredito que muitos colegas aqui tbm não. Obrigado pelo conhecimento a mais!

  • Aproveitando…. Alguem sabe se é preciso enviar novamente antecedentes criminais no curso do processo? Pois a certidão criminal negativa do Brasil tem validade de 90 dias… só meu processo já passou um ano….

  • @MalloneBarros


    Pode ser que caia na mão de um conservador que resolva pedir, mas nunca vi nenhum relato assim aqui no fórum.. Mas a princípio, não precisa. Não se preocupe com isso.

  • @texaslady pelo que entendi não afeta os pedidos em andamento. Só fiquei na dúvida a respeito da digital se seria necessário para quem já deu entrada no pedido tbm mas sem decisão ainda.

  • @MalloneBarros ,

    Sim ela não afeta os processos em andamento, a não ser por esta coleta de dados biométricos. Pelo que entendi eles poderiam ou não solicitar esta coleta depois de ter sido dada entrada no processo. E como isso seria feito so se saberia depois da regulamentação no caso da lei ser aprovada. Parece mesmo que eles estão querendo passar um pente fino para evitar conceder a nacionalidade a quem possa representar algum perigo, uma vez que concedida a nacionalidade não há como impedir a pessoa de entrar em Portugal.

    Parece sem sentido fazer isso agora já que pelo visto a idéia é de terminar este tipo de concessão a partir de janeito de 2024, se entendi bem, mas o fato é que tem um número elevado de pedidos em andamento e até o final do ano deve ter um aumento significante nas solicitações.

    Pode ser apenas uma impressão, mas creio que esta lei realmente vai passar e não vai demorar muito para ser aprovada.

  • @texaslady pelo jeito vai mesmo… essa questão da biometria se solicitarem vai ser um caos… conseguir vaga pra agendamento, ter deslocamento etc. @texaslady minha preocupação é passar para os conservadores a ideia/sentimento de que já não tem muito o porquê de aprovarem cidadania para sefarditas é isso acabar resultando em maiores exigências e negativas apenas pelo fato de negar.

  • @MalloneBarros ,

    infelizmente acho que a idéia é mesmo restringir. Além do número elevado de pedidos que eles não esperavam, também pesou a questão das fraudes e também a pressão da EU, temendo que Portugal seja uma porta aberta para entrada de personas não gratas.

    Mas se o requerente tiver tudo em ordem, não creio que será penalizado,

  • @MalloneBarros @texaslady O projeto de lei não se refere apenas aos judeus sefarditas, trata de outros temas da lei de nacionalidade; assim que, a recolha de dados biométricos é para agilizar (por exemplo a produção de documentos que se deve fazer após a naturalização, como o cartão de cidadão) e dar, como o projeto de lei diz, fidedignidade aos processos (muito provavelmente aos processos futuros, e não aos já iniciados).

  • @Màrius ,

    obrigada por esclarecer. Não fica claro se estes dados seriam recolhidos antes da entrada do processo ou durante. Talvez como na immigração americana, durante o processo o requerente recebe uma notificacão para colher os dados biométricos.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.