Atribuição pelo ACP Porto (informações e Processos)

13223233253273281324

Comentários

  • @apartme

    Obrigado por sua orientação.

    Na ocasião do envio dos documentos à Portugal, cheguei a enviar os documentos dela, que são: assento de batismo de Portugal e a certidão de transcrição de casamento.

    Enfim, estou pensando em enviar de novo estes 2 documentos para confirmar que o nome correto é o que já consta nos registros em Portugal, o que de fato é o que ocorre mesmo.

    Atenciosamente,
  • @rebecca naslausky estou na mesma situação.

    Minha mãe é portuguesa, porém não se casou com meu pai e nem estão juntos, e meu pai foi declarante da minha certidão. com isso Portugal não entende que nossa mãe é de fato a nossa mãe, pois se ela não foi declarante e não tem "vinculo" com nossos pais.

    Eu pedi pra minha mãe fazer uma carta de próprio punho explicando a situação, e coloquei também um certificado de batismo em uma igreja católica quando eu ainda era bebe que está em nome dela, espero que isso seja suficiente..


    se você tiver documentos assim, seria bom juntar, pode pegar também nas escolas que voce estudou quando criança e pegar algum documento assinado por ela como sua mãe, essas coisas ajudam a comprovar, informação dada pela própria LR.

    espero ter ajudado!
  • RpquelRpquel Member
    @rebecca naslausky
    Quando eu estava buscando informações sobre o local de nascimento dos meus avós fiz pesquisas diversas no Arquivo Nacional. Lá, encontrei os documentos de Habilitação do Casamento, dentre os quais constava uma autorização da minha bisavó, permitindo o casamento de minha avó. Acho que seria mais um documento interessante para juntar ao seu processo... Ela se casou no Rio? Em caso positivo, a página é a seguinte: http://www.arquivonacional.gov.br/br/?option=com_content&view=article&id=160 (Registro civil da cidade do Rio de Janeiro), com o seguinte link para pesquisa: http://www.an.gov.br/Basedocjud/MenuDocJud/MenuDocJud.php Em caso contrário, deve haver alguma coisa semelhante na cidade onde sua avó se casou...
    Um outro documento que achamos foi uma cópia de formulário relativo ao Imposto de Renda. Havia um campo nesse documento onde constavam os nomes dos filhos, juntamente com sua data de nascimento, local do registro, sexo e estado civil de cada um.
    Pergunte aos seus tios se não há algum documento antigo guardado com eles e peça para ver, pois pode ser que você encontre algo que, além de interessante, será muito útil!
    Se eu puder ajudar em alguma pesquisa, basta informar os dados! No mais, sou mais uma na torcida para que tudo dê certo! Força!!!
  • Bom dia! Minha cunhada está tentando enviar os documentos para 4a do Porto para transcrever o casamento, mas nenhum correio quer fazer o vale postal em São Paulo. Preciso de uma indicação de um correio que esteja fazendo para enviar para ela. Agradeço desde já.
  • Pessoal, me tirem uma dúvida: vou pegar o caso de uma amiga e o pai dela é filho de portugueses (tanto o pai, quanto a mãe são de lá). O casamento deu-se em Portugal e já se encontra transcrito. Se o avô dela foi o declarante é só enviar a documentação padrão para o processo do pai dela? Ele é falecido, mas a avó dela ainda se encontra viva.

    Outra dúvida, ainda sobre o caso da minha amiga: ela é casada. Eu terei de transcrever o casamento dela primeiro ou dará para fazer isso sem precisar fazê-lo caso o pai dela tenha sido o declarante na certidão de nascimento?
  • @Leyla fiz recentemente na Agência da Central de Distribuição da Vila Leopoldina, zona oeste de SP. Antes de conseguir lá, 6 agências se pegaram a enviar para a IRP.
  • A planilha anda meio parada nas conclusões.. nada há 15 dias. Alguém sabe se só não estão atualizando?
  • @Bárbara Reis sempre estou de olho nela e a atualizando. Talvez seja a velocidade do ACP que tenha dado uma diminuida ou o pessoal que não liga muito para a LR para checar o andamento.
  • @Yuri Lagos da Rocha você nasceu em que ano? Eu nasci em 1994 e me disseram que por isso eu nao precisaria apresentar vínculo (ex. certidão de batismo) entre mim e minha mãe
  • @Leyla Souza, eu fiz um VP no dia 05, na agência dos correios da Secretaria da Fazenda, Sé.
  • @tatiana, vou passar para ela.
  • Pessoal, prestes a dar entrada na minha atribuição me surgiu mais uma duvida..
    Minha mãe é portuguesa por atribuição com o casamento transcrito em Portugal, só que o declarante da minha certidão é meu pai ( brasileiro ) a duvida é, na listagem dos documentos é necessário o envio da certidão de nasc ou rg dele?
  • Também reparei que caiu bem o ritmo das conclusões esse mês, já esperava, mas rezo para que não demora tanto igual ao ano passado.
    Pretendo enviar outro processo mês que vem! (ano passado demorou quase 6 meses).
  • Pessoal, eu tbm queria o link da manipulada atualizar o meu processo.
  • @rebecca naslausky, você tem duas informações valiosas: que sua avó foi batizada em 1928 em São Bernardo do Campo. Você sabe o bairro onde sua avó morava na época? Uma sugestão seria ir pessoalmente nas igrejas mais próximas, explicar a situação e solicitar uma pesquisa nos registros de batismo.
  • gente, super hiper mega obrigada por tantas mensagens de apoio. realmente foi extremamente desanimador receber esta informação, mas não vou desistir não... principalmente depois de ler tanta msg de pessoas torcendo pra dar tudo certo... agradeço do fundo do coração!!!
    ainda tenho a esperança de que foi um grande equivoco, afinal a correspondência q enviei informando a conclusão da transcrição ainda não chegou no ACP. pode ser q nao tenham lido o email... estou firme nesta esperança...
  • @MarceloDF, o grande problema é que moramos em Teresópolis-RJ, não tenho como me ausentar do trabalho para ir pra Sao Paulo no momento.... tb nao sabemos o nome do bairro onde minha avó nasceu... ela veio morar no Rio quando tinha apenas 9 meses de vida e, claro, não se recorda de absolutamente nada....
  • @Rebecca, como sua avó era muito pequena quando foi para o RJ, não existe a possibilidade dela ter sido batizada aí? Às vezes, ela acha que foi batizada em SBC, mas pode ter sido batizada maiorizinha, no RJ... A minha mãe nasceu no interior de SP, mas foi batizada e registrada no interior do PR, pois quando ela era bebê meus avós se mudaram e, como moravam em fazenda, minha mãe ainda não havia sido nem registrada nem batizada antes da mudança... Quem sabe, né? Vamos todos por aqui pensando em possibilidades mas torcendo para que tudo não tenha passado de um grande mal entendido e se explique com a chegada da confirmação da transcrição à ACP! Já deu tudo certo!
  • @Thailin2 Amaral seu pai é Brasileiro e portanto não deve enviar nenhum documento já que o casamento da sua mãe Portuguesa já está transcrito.
  • @Yuri Lagos, estou reunindo desde já documentos escolares, pois não fui batizada, pois minha familia não eh catolica. tenho historicos escolares com filiação, mas sem assinatura dela... tenho apenas 2 documentos escolares assinados, que são as fichas de matricula... vou enviar fotos de nós duas juntas na minha infancia e, conforme orientação da @Márcia, fazer uma declaração atual de maternidade, já q ela é viva...
    bom, isso tudo se der tudo certo com relação ao processo da minha avó, ne....
  • @Rpquel, agradeço imensamente pela sua sugestao com relação ao processo de habilitação do casamento de minha avó. ela se casou em Nova Iguaçu, aos 17 anos de idade. pode ser que haja alguma autorização dos pais por ela ser menor... o processo de habilitação dela está arquivado no proprio cartorio... vou fazer contato correndo com eles e pedir pra verificarem. Super obrigada!!!
  • @Thais Felix, minha avó foi registrada na mesma semana em que nasceu, em Sao Bernardo do Campo. Segundo informações q ela passou, ela tb foi batizada por lá... minha mãe se dispôs a, mesmo assim, ir à igreja de um bairro onde ela morou qdo era criança para verificar se consta algum registro por lá, mas é quase certo q não haja... ninguem da minha familia era muito religioso... nao ligavam (nem ligam) muito pra essas coisas, mesmo sendo quase "obrigatório" naquela época... minha mãe tb não foi batizada... nem minhas tias, nem eu, nem minha irmã... enfim... de qq forma minha mãe vai la procurar...
  • @apartme ta certo, obrigada!!
  • RpquelRpquel Member
    @rebecca naslausky
    Continuo na torcida!!! Dedos cruzados!!! Boa sorte!!!
  • @rebeca, e a 1a. Comunhão? Será que teria alguma informação sobre a mãe dela? Provalvelmente deve ter sido onde morava depois da mudança de SBC.
  • @rebecca naslausky, esses são os contatos da Igreja Matriz de São Bernardo do Campo. Quem sabe eles possam orientar como e onde pesquisar sobre batismos antigos.
    http://www.pnsbv.com.br/fale-conosco/
  • Boa tarde, meu povo do bem!
    Meu processo caiu em exigência... minha certidão de nascimento consta os dois declarantes, minha mãe portuguesa e meu pai brasileiro (ela nunca foi casada e meu pai é falecido)... a ACP não me informou ainda, descobri ligando para a LR.... é uma exigência boba... eles dizem que tem divergência entre os declarantes, mas nem tem essa divergência, na verdade, os dois me declararam mesmo... eu mandei um e-mail para lá explicando isso... eles nunca me responderam e-mail... será que eles olham o email? será que a explicação por email é suficiente? o que vcs que já tiveram exigência me aconselham fazer? eu estou meio perdido e até nervoso pq não esperava isso... me dêem uma força? abraço em todos.
  • @AlessandroPires
    Meu processo também caiu em exigência, mas só fiquei sabendo quando o ofício chegou em minha residência, pois havia ligado pra LR 2 semanas antes e falaram que estava em Análise, sendo que a carta foi enviada 1 mês antes de chegar a carta.
    Enfim, recomendo esperar o ofício chegar em sua residência para vc saber exatamente o motivo e, se necessário, mandar uma carta para lá para explicar o que for pedido, visto que eles não respondem emails.
    Essa foi uma sugestão que a @rebeccanaslausky me deu quando tb fiquei desesperada mandando emails para ACP e eles não respondiam. Só depois deles receberem a minha carta que resolveram responder um dos meus emails.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.