Busca de certidões portuguesas - Família Magalhães

Boa tarde a todos!

Meu bisavô português veio para o Brasil em 1912 e se casou aqui com uma mulher, também de origem portuguesa. Dela não encontrei muitos registros, mas usando o FamilySearch e consultando o Arquivo Nacional, consegui encontrar vários documentos sobre ele, como certidão de casamento, certidão de óbito, certidão de nascimento dos filhos, e seu prontuário de Registro de Estrangeiro. Exceto a principal: onde nasceu.

Informações que tenho, com base no Registro de Estrangeiro e outros documentos:

Nome: José Ribeiro Magalhães

Nascimento: 20 de Dezembro de 1891

Local de nascimento: Vila Real, Trás-os-montes (supostamente: não tenho nenhum documento que o prove, é a única informação que me foi transmitida oralmente)

Pai: Manoel Ribeiro

Mãe: Virginia Olympia De Oliveira Magalhães

Chegada ao Brasil: Agosto de 1912, no Rio de Janeiro (identificado como Cais Faru, acredito ser o antigo Cais Pharoux)

Casou-se em 13 de novembro de 1915 com Leonor da Costa Lameira, portuguesa, filha de Antonio Pinto Lameira e Anna da Costa. Encontrei nos registros de entrada de estrangeiros do BNDES a chegada de uma Leonor da C Lameiras vinda no vapor Victoria, em outubro de 1903, com 8 anos de idade, o que é consistente, já que ela nasceu em 1894. No entanto, ao consultar os registros da hospedaria da ilha das flores, não encontrei nada. E não consegui localizar, na lista de passageiros do navio, os nomes dos pais dela (há uma A. da Costa (ou talvez J. da Costa), mas identificada como solteira de 22 anos).


Minha mãe não chegou a conhecer meu bisavô e os demais parentes já faleceram, de modo que não tenho mais nenhuma outra fonte de documentos ou informações orais.

Na base de registros de entradas de estrangeiros do BNDES, que também consultei, estranhamente não há nenhum registro de entradas em agosto de 1912.


Não encontrei nada nos arquivos do Tombo, nem na Distrital de Vila Real, tampouco no Cesepe. Talvez por não existirem, ou por imperícia minha.


Alguém poderia me dar uma orientação?

Comentários

  • Pessoal, boa noite a todos!

    Graças ao @Kleber Silva Aguiar , consegui localizar o registro de batismo da minha bisavó.

    Com isso, dou mais um passo para dar entrada na solicitação da nacionalidade portuguesa por atribuição, para minha mãe, que é neta de portugueses.

    De acordo com as instruções disponíveis na página do Consulado de Portugal no Rio de Janeiro e até com os campos de preenchimento do formulário 1D, bastaria que se apresentasse o registro de nascimento da minha bisavó (nascida em portugal), o registro de nascimento do meu avô (nascido no Brasil) e o registro de nascimento da minha mãe (nascida no Brasil), além de documentos de identidade e certidão de antecedentes criminais. Essencialmente, o que tem que ser provado é que minha mãe é filha de uma pessoa que é filho de uma mulher portuguesa.

    No entanto, de acordo com esse vídeo aqui (Como fazer seu processo de Cidadania Portuguesa? Guia Passo a Passo INTEIRO! - YouTube), pelo fato da minha bisavó ter se casado com o meu bisavô aqui no Brasil, para dar entrada na solicitação, não seria suficiente o registro de batismo da minha bisavó, mas também o do meu bisavô, para que seja possível registrar o casamento entre eles.

    Essa informação é fiel? Isso seria realmente necessário?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @eduardo_augusto , sim, se sua avó era a portuguesa e seu avô o brasileiro e este foi o declarante do nascimento do pai/mãe de sua mãe, precisa transcrever o casamento dos avós em Portugal.

    Para transcrever o casamento, são necessárias as certidões de nascimento dos nubentes, a certidão de casamento e um requerimento.

  • @Leticialele , na verdade, meu bisavô e minha bisavó eram portugueses. Casaram no Brasil e tiveram um filho (brasileiro, portanto), que foi meu avô.


    Graças ao @Kleber Silva Aguiar , encontrei o registro de batismo da minha bisavó. Do meu bisavô ainda não encontrei nada.

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @eduardo_augusto , se ambos eram portugueses, tem que transcrever o casamento!!

    Coloque os dados do seu bisavô, pode ser que alguém ajude a encontrar

  • @Leticialele , obrigado pelas informações. Já havia colocado os dados do meu bisavô, mas vou repetir, só pra garantir :)


    Nome do meu bisavô: José Ribeiro Magalhães

    Nascimento: 20 de Dezembro de 1891

    Local de nascimento: Vila Real, Trás-os-montes (supostamente, pois não tenho nenhum documento que o prove. est é a única informação que me foi transmitida oralmente)

    Pai do meu bisavô: Manoel Ribeiro

    Mãe do meu bisavô: Virginia Olympia De Oliveira Magalhães

    Chegada ao Brasil: Agosto de 1912, no Rio de Janeiro (identificado como Cais Faru, acredito ser o antigo Cais Pharoux)

  • Olá pessoal,


    Eu disponho do registro de casamento do meu bisavô (José Ribeiro Magalhães) com a minha bisavó (Leonor da Costa Lameira, que depois passou a se chamar Leonor da Costa Magalhães). Este é um registro civil, da 3ª Pretoria Civil do Rio de Janeiro. O registro indica que ambos são portugueses.


    Já localizei em Portugal o registro de batismo da minha bisavó Leonor, mas não o do meu bisavô José Ribeiro. Estou imaginando que talvez um certificado de casamento religioso pudesse trazer alguma informação adicional sobre o local de nascimento/assento do meu bisavô.


    Perguntas:


    1) Era normal na comunidade portuguesa do Rio de Janeiro, que se realizassem cerimônias religiosas?


    2) Se os dois, além do casamento civil, realizaram um casamento religioso, como eu poderia descobrir em que igreja/paróquia aconteceu?


    3) Se houve um casamento religioso, este teria acontecido antes ou depois do casamento civil?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @eduardo_augusto , sabe a filiação de seu avô? De que região ele era?

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.