Localizante assento de batismo de meus bisavos. Ja encontrei certidao de casamento.

Bom dia,


Venho aqui por dificuldade de encontrar o documento no acervo da madeira.

Depois de diversas buscas encontrei algumas informações porém no batismo de ambos nao consigo chegar.


Dados dos Bisavos.

Nome do Bisavó: Maria Eugenia Garcez

(Bisavô)Conjuge: Geraldo Rodrigues Garcez  

Aqui no Brasil os conheciamos como geraldo porém também descobri que no acervo as vezes se encontra como

Gerardo Rodrigues Garcês

Porém no documento assinado pelo mesmo (Gerardo Rodrigues Garcez


Filiação. (Maria)

Pai: Manoel Joaquim Maia

Na Certidadao de Casamento se encontra como (Manuel)

Mãe: Eugenia de Jesus Maia


Filiação (Geraldo)

Pai: Antonio Rodrigues Garcez

No Antonio acontece a mesma coisa no Garcez (Garces)

Mãe: Maria Joaquina de Jesus


Dados Extras. (Maria Eugenia Garcez)

Nascimento: 1891 - 1893 (De acordo com a certidão de óbito o range de data de nascimento pode estar entre esses Anos)

Localização em Portugal: Natural de Funchal - Ilha da Madeira

Outra no documento diz que eles são naturais de Porto de Moniz (ja procurei e nao encontrei em nenhuma)

Casaram em Portugal dia 14 de abril de 1910

Foi informado em 4 de maio de 1910


Dados Extras. (Gerardo Rodrigues Garcez)

Nascimento: 1883 - 1885 (De Acordo com a certidao de casamento)

Localização em Portugal: Natural de Funchal - Ilha da Madeira

Outra no documento diz que eles são naturais de Porto de Moniz (ja procurei e nao encontrei em nenhuma)

Casaram em Portugal dia 14 de abril de 1910

Foi informado em 4 de maio de 1910


Certidao de casamento Pg1. Começa após o tracejado da folha (Nº 3)

https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=49622&FileID=972373&recordType=Description

Pg. 2

https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=49622&FileID=972375&recordType=Description

Nesse documento fiz para a facilidade da leitura pq as letras são bem complexas de entender


Agradeço desde de já

att. Victor Garcez

Comentários

  • @VictorGarcez

    Acho que a sua "Maria" deve ser esta Izídora / (na margem Maria Izídora)... é filha do mesmo casal e nascida no mesmo ano e freguesia...

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/details?id=281555&detailsType=Description&ht=manuel%7cjoaquim%7cmaia

  • @VictorGarcez

    E o seu "Gerardo" pode ser o Gregorio, pelos mesmos motivos

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/details?id=280868&detailsType=Description&ht=ant%c3%b3nio%7cgomes%7cgarc%c3%aas

    Porém muito estranho terem se apresentado com outros nomes no casamento...

  • Hun.... Eu não saberia dizer , estou fazendo essa busca para realizar o pedido de nacionalidade

    Acredito que ficaria dificil comprovar esse vinculo dessa maneira.


    Isídora. Pai: Manuel Joaquim Maia; Mãe: Eugénia Clementina de Sousa (Os sobrenomes aqui não batem)


    https://abm.madeira.gov.pt/pesquisa/baptismo/index.php?id=161586

    Achei esse registro aqui que coincide bastante porém Julia poderia ser uma irmã

    não sei se isso pode ajudar de alguma maneira

  • @VictorGarcez nunca vi um caso como este seu, vamos aguardar os colegas mais experientes nessas buscas... marcarei alguns aqui @Kleber Silva Aguiar @CarlosASP @Guilherme Moreira @eduardo_augusto

  • editado May 13

    @VictorGarcez

    Essa Julia que você achou deve ser irmã assim, pela chegada da provável família no BR em 1890. "Roiz" é uma abreviação de "Rodrigues".

    https://www.arquivoestado.sp.gov.br/uploads/acervo/textual/hospedaria/L021_156.pdf

    Aparece o Gerardo com 6 anos nesse registro de chegada, o que bate com nascimento em 1884.

    Ele deve estar como acompanhante no passaporte do pai emitido na Madeira em 1890:

    • Requerentes: António Rodrigues Garcês Júnior
    • Naturalidade: Paul do Mar-RAM-PT
    • Cônjuge: Maria Joaquina de Jesus
    • Destino: São Paulo-BR
    • Data: 1890 - 9
    • Caixa: 84 N.º Processo: 24
    • N.º Passaporte: 780
    • Data de batismo:
    • Pais do requerente:
    • Pai: João Rodrigues Garcês
    • Mãe: Maria Jacinta de Jesus
    • Pais do cônjuge:
    • Pai: Manuel Ferreira
    • Mãe: Maria Joaquina
    • Obs: Residente na freguesia do Porto Moniz.

    Eu pediria esse passaporte para ver o que tem nele. No pedido, já perguntaria se existe o PROCESSO do passaporte (só algumas vezes tem). Se tiver, seria ótimo pois o processo em geral tem uma cópia dos batismos.

    Sobre o resto da família, vai ver que tem algumas variações nos nomes vários registros. Me parecem ser esses aqui.

    Os pais se casando em Paul do Mar em 1881:

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=23997&FileID=796751&recordType=Description

    A Julia nascendo em Paul do Mar 1881;

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=4942&FileID=801820&recordType=Description

    Amelia já em Porto Moniz 1887:

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=3823&FileID=962519&recordType=Description

    Francisco em Porto Moniz 1889:

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=42292&FileID=962907&recordType=Description

  • Para constar, o pai tirou vários passaportes (não dá para saber de antemão se os filhos foram e voltaram em todos):

    • Requerentes: António Rodrigues Garcês
    • Naturalidade: Porto do Moniz-RAM-PT
    • Cônjuge: Maria Joaquina de Jesus
    • Destino: São Paulo-BR
    • Data: 1893 - 1
    • Caixa: 99 N.º Processo: 48
    • N.º Passaporte: 57
    • Data de batismo:
    • Pais do requerente:
    • Pai: João Rodrigues Garcês
    • Mãe: Maria Jacinta
    • Pais do cônjuge:
    • Pai: Manuel Ferreira
    • Mãe: Maria Joaquina

    Outro aqui (onde consta algo mais em 1902):

    • Requerentes: António Rodrigues Garcês
    • Naturalidade: Porto do Moniz-RAM-PT
    • Cônjuge: Maria Joaquina de Jesus
    • Destino: Brasil, Argentina e Europa
    • Data: 1911 - 5
    • Caixa: 159 N.º Processo: 44
    • N.º Passaporte: 333
    • Data de batismo:
    • Pais do requerente:
    • Pai: João Rodrigues Garcês
    • Mãe: Maria Jacinta de Jesus
    • Pais do cônjuge:
    • Pai:
    • Mãe:
    • Obs: 4.ª saída. Contém nota: O requerente tirou passaporte sob n.º 19 em 15-02-1902.


  • @CarlosASP Muito obrigado vou pesquisar como retiro essas documentações eu ainda não sei, Mas muito obrigado de verdade.

    Acredito que com isso eu chego mais perto.


    De acordo com a certidão de casamento do Gerardo ele deve ter ido e voltado bastante vezes pq Gerardo casou com Maria Eugenia em 1910

    Também vou procurar um passaporte para o Gerardo


    Att. Victor Garcez

  • @CarlosASP

    Solicitei os passaportes e ja vou tentar fazer essa mesma busca @CarlosASP para a Maria Eugenia.

    Estou com dificuldade de encontrar ambos.

    Acredito que para o pedido de Nacionalidade basta eu encontrar 1 né?


    Carlos muito obrigado.

    Graças a você descobri mais um caminho para buscar


    att. Victor Garcez

    • Data: 1860-04-08
    • Local: Paróquia do Paul do Mar


    • FILHO: António
    • Pai: João Rodrigues Garcia
    • Mãe: Maria Jacinta


    • Livro: 4730-A
    • Folha: 7-7 v.º
    • Obs: À margem o nome do pai é João Rodrigues Garcês.


    Encontrei o Registro de Batismo no site de Antonio porém lendo o documento não me parece correto. Parece fazer referencia ao nascimento de um João.

    Como eu faço uma busca direta pelo livro é possivel?

  • @VictorGarcez

    Você pode olhar os batismos diretamente pelo site do tombo:

    https://tombo.pt/f/clt06#BIRT

    Geraldo e Maria Eugenia aparentemente tiveram uma filha Lucinda, já em Santos, em março de 1912:

    https://www.familysearch.org/ark:/61903/3:1:3Q9M-CSNR-M7P7

    Como o casamento deles foi na Madeira em 1910, isso dá um intervalo relativamente curto para virem para o BR. Pode tentar ver se há como pesquisar na Madeira os passaportes para os dois nesse intervalo. Eu não achei como olhar diretamente todos os passaportes da Madeira. talvez alguém saiba se estão online ou se tem que pedir uma pesquisa ao arquivo da Madeira

    Quem sabe há um passaporte que diga algo "Geraldo (ou Gerardo), também conhecido como Gregório", o que amarraria com o batismo achado pelo colega @AlanNogueira

    O nascimento dessa Lucinda parece ser esse abaixo, mas a indexação parece ter erros (muito comum isso, pois foi feita por leitura por computador). Só vendo o original para saber o que está no registro dela. E talvez seja um registro tardio de Lucinda. Seria mais só para conferir quando ela nasceu e confirmar a janela de tempo para os pais saírem da Madeira e chegar em Santos:

    https://www.familysearch.org/ark:/61903/1:1:6VWN-HDRS

    A família parece ter ido e vindo algumas vezes. Pela anotação que essa irmã Julia tinha casado em Santos em 1894 (aos 13 anos?) com Antonio Aguiar Branco, eu achei um filho dela com o marido - na Madeira em 1901. No batismo dessa criança (João), dá para ver que os pais se casaram na "matriz de Santos", os nomes dos avós maternos (Antonio Garces e Maria Joaquina de Jesus) - e que o padrinho foi "Gerardo Rodrigues Garces, solteiro". Olhe aqui (continua na página seguinte):

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/viewer?id=49267&FileID=3122307&recordType=Description

    A madrinha é "Amelia de Jesus, solteira", que poderia ser a irmã Amelia de 1887. Ambos padrinhos moram em Porto Moniz e não assinam o batismo por serem analfabetos.

  • @CarlosASP

    No Caso o Gerardo ao vir para o Brasil teve varios filhos que eu ja mapeei no Family Search

    https://www.familysearch.org/tree/pedigree/landscape/G5LR-441

    Todos os Filhos de Gerardo Rodrigues Garcez e Maria Eugenia Garcez

    Manoel, Irene , Geraldo Rodrigues Garcez Filho, Viriato Rodrigues Garcez (Gerado e Viriato são Gemeos), Francisco, Antonio, José, Lucinda, Maria,

    Maria de Lourdes, Olinda.


    Sim aparentemente esse documento é de Lucinda Filha do tão procurado Gerardo.

    --------------------

    Então existe um passaporte do Antonio em 1911 (E eu não consegui recuperar quem veio com ele, Provavelmente os filhos vieram com ele dessa vezes também como em todas as outras)

    Eu fiz uma abertura de pedido para solicitar o Passaporte.


    Como vc mesmo encontrou @CarlosASP , fiz os batimentos de informação e aparentemente o Gregório é o Gerardo.

    Com a consequencia do erro do escrevente de ter escrito o nome do Antonio errado

    Antonio Gomes Garcez (Encontrado pelo @AlanNogueira )

    Os nomes dos familiares batem.


    O pior que o mesmo acontece com a Maria Eugenia (Vulgo Maria Isidora)

    Vou solicitar o passaporte do Antonio de 1911

    Acredito que estão todos nesse.

    Porém alguém sabe como encontrar essa entrada no Brasil?


    É a unica vinda que não tem o destino certo. Destino ta Brasil, Argentina e Europa.

    Procurei passaporte no nome de outros e não encontrei.

    Vi um padrão de 1 ser o responsavel e todos serem numerados como familia.


    • Requerentes: António Rodrigues Garcês
    • Naturalidade: Porto do Moniz-RAM-PT
    • Cônjuge: Maria Joaquina de Jesus
    • Destino: Brasil, Argentina e Europa
    • Data: 1911 - 5
    • Caixa: 159 N.º Processo: 44
    • N.º Passaporte: 333
    • Data de batismo:
    • Pais do requerente:
    • Pai: João Rodrigues Garcês
    • Mãe: Maria Jacinta de Jesus
    • Pais do cônjuge:
    • Pai:
    • Mãe:
    • Obs: 4.ª saída. Contém nota: O requerente tirou passaporte sob n.º 19 em 15-02-1902.


    Muito Obrigado a todos que estão ajudanto.

    Pessoal eu tudo que recebo vou atualizando no Family Search .

    Nesse mesmo link.

    att. Victor Garcez

  • @VictorGarcez chegando os documentos do passaporte nos atualize aqui no forum por favor

    @CarlosASP muito obrigado mais uma vez pela ajuda, este caso realmente está bem intrigante...

  • @CarlosASP , @AlanNogueira

    Me deparei com algo aqui diferente,

    Como vc mensionou da Lucinda e que ela havia nascido em 1912, Me deparei com a idéia que parece que a Lucinda não é a mais velha , ouvi do meu pai que os mais velhos eram Viriato e Geraldo que eram Gemeos.

    Porém acontece que em 1911 os registros são civis provavelmente.

    Parece que para recuperar dados de 1911 eu teria que ter algum acesso diferente pelo site de registro civil correto?

  • Bem terei todas as informações quando esse registro de 1911 chegar, para saber quem veio com o Antonio.

    Obrigado a todos

    att Victor Garcez.

  • @VictorGarcez

    O Viriato, segundo o casamento dele, nasceu em 1925:

    https://www.familysearch.org/ark:/61903/3:1:3Q9M-CSDK-G7QF-Q

    O link do FS que passou parece não abrir. Talvez esteja direcionado para alguém vivo na árvore. As pessoas vivas só quem criou o registro consegue ver. Tem que passar sempre a partir do ID de alguém já falecido.

    Mas imagino que seja essa:

    https://www.familysearch.org/tree/person/details/GKW8-B8H

  • O Viriato, segundo o casamento dele, nasceu em 1925:

    é isso mostra que meu pai estava errado. Então o Gerardo também é de 25 o que coloca a ordem dos filhos no minimo assim

    Lucinda 1912,

    Manuel 1921,

    Gerardo e Viriato 1925,

    Devem ter outros no meio ali entre o Manuel o Range é muito grande.



    Mas imagino que seja essa:

    https://www.familysearch.org/tree/person/details/GKW8-B8H


    Esse registro foi eu mesmo que criei @CarlosASP

    Eu sempre vou documentando tudo lá para depois eu conseguir seguir um fluxo da informação hehe,

    já que é muita coisa né!


    Obs. Essas pesquisas que vc faz no Family Search eu não consigo fazer, fiz tantas pesquisas lá e não consigo encontrar nada.


    Boa Tarde,

    att. Victor Garcez

  • Pessoal Eu encontrei o documento de Imigração da Maria Eugenia Garcez

    https://www.familysearch.org/tree/person/details/G5GH-KXK


    E o que da para entender é que ela chegou pelo Porto do Rio de Janeiro.

    A imagem desse arquivo no FamilySearch diz que está perdida, alguém sabe como posso recuperar isso?

  • Mais algumas atualizações documentais


    Amelia Rodrigues Garcez,

    Uma das irmãs com seu processo de Imigração

    https://www.familysearch.org/ark:/61903/1:1:QKM3-N5F3


    Documento aparentemente de Morte do Pai da Maria Eugenia.

    A Data de morte não parece boa pela a informação do FamilySearch Porém A data de nascimento é aproximada,

    e o documento de imagem não consigo visualizar.


    Aqui vai o Registro de batismo do Pai da Maria Eugenia

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/details?id=278737&detailsType=Description


    Aqui o Registro de batismo do Irmão do Manuel Joaquim Maia (Pai da Maria Eugenia)

    https://arquivo-abm.madeira.gov.pt/details?id=279337&ht=manuel%7cpai%7cjoaquim%7cmaia%7cm%c3%a3e%7cmaria%7crosa%7cjesus&detailsType=Description



    Aparententemente o Filho de Francisco Rodrigues Garcez (Filho de Gerardo Rodrigues Garcez)

    Com nome de Manuel Rodrigues Garcez pediu Imigração para o Brasil.

    Porém de acordo com meus registros o Francisco nasceu no Brasil

    Não sei se é uma informação valida.




    Porém esses registros do Cartões de imigrações de 1900 em diante do Brasil.

    parece que esse acervo morreu. (Alguém tem informações de onde validar essa biblioteca?)

    https://www.familysearch.org/search/collection/1932363




    Pessoal desculpe qualquer coisa porém estou fomentando informações para conseguir caminhar para frente.

    Agradeço quem puder ajudar.


    att. Victor Garcez

  • @VictorGarcez

    Tem hora que é bom dar uma parada, respirar e organizar o dados, para poder avançar no caminho certo depois.

    Por exemplo:

    Os sobrenomes das irmãs do Gregorio/Gerardo são diferentes do dele. Isso era muito comum em PT. Cada filho era batizado só com prenome. Na idade adulta, eles "escolhiam" que sobrenomes iam adotar. Cada um podia escolher os que quisesse, na ordem que fosse, entre os dos pais, avós e mesmo bisavós. Mesmo que as gerações anteriores não o tivessem usado. Não há certeza que todos os filhos sejam "Rodrigues Garces". Quando eu "crio" uma pessoa nova no FS só a partir de um batismo, eu coloco só o nome do batismo. Só depois de achar algum outro documento da idade adulta com o nome completo é que insiro o sobrenome.

    Já tinha notado que a Julia era "Julia de Jesus"; às vezes Julia de Jesus Aguiar depois de casar.

    Agora a Amelia também parece ser "Amelia de Jesus"; e ás vezes, Amelia de Jesus Ramos depois de casar. Já desconfiava disso desde que apareceu aquela "Amelia de Jesus" como madrinha. Nem Julia nem Amelia parecem ter adotado Rodrigues ou Garces.

    Pode parecer bobagem, mas é pondo todos os dados completos (datas inteiras e não só ano, etc etc), mais a variação dos nomes (nos nomes alternativos), é que o algoritmo vai achando mais registros para sugerir. É interativo, o algoritmo não acha tudo de primeira. E, muitas vezes, é via algo de algum irmão que pode se achar algo importante dos pais etc etc

    Por exemplo, da irmã Julia apareceu isso:

    https://www.familysearch.org/ark:/61903/3:1:33S7-95Y8-96LS?view=index&action=view

    Esse Manoel, filho de Francisco, pode ser filho do IRMÃO do Gerardo, aquele Francisco que nasceu em 1889 e está na lista da hospedaria. Insisto, é importante parar e se organizar; os nomes se repetem nas famílias e é fácil confundir gerações diferentes.

    Sobre os documentos no FS; duas coisas importantes:

    Muitos foram indexados por leitura ótica; inúmeros erros foram gerados por isso. Pode se usar a indexação para ter uma ideia, mas, sem ver o documento original, não dá para tomar como certeza.

    Há registros que estão "travados", com imagem indisponível ou outras coisas que impedem a visualização. Em geral é por questão de copyright. Nesses casos, a solução é ir pessoalmente num Centro de História da Família, onde eles tem acesso a tudo. O serviço é grátis, mas como é feito por voluntários, os horários são limitados. Procure e contate o mais perto de você:

    https://locations.familysearch.org/pt/search

    Se for num CHF, já leve uma lista de todos os links que quer ver; eles te ajudarão a acessar essas imagens.

  • @CarlosASP

    Opa Carlos,

    Sei que estou em um ritmo rápido é natural meu mesmo,

    Agora a Amelia também parece ser "Amelia de Jesus"; e ás vezes, Amelia de Jesus Ramos depois de casar. Já desconfiava disso desde que apareceu aquela "Amelia de Jesus" como madrinha. Nem Julia nem Amelia parecem ter adotado Rodrigues ou Garces.

    (Sim eu tinha reparado por isso venho fazendo pesquisas com os nomes dos Pais, ja que são muitos filhos a tendencia é encontrar informacoes sobre mais pessoas)

    Mas sim vou atentar mais aos sobrenomes novos que aparecerem, já que isso pode me ajudar com informacoes mais novas, é a primeira vez que estou fazendo isso e estou aprendendo.

    ----

    Esse Manoel, filho de Francisco, pode ser filho do IRMÃO do Gerardo, aquele Francisco que nasceu em 1889 e está na lista da hospedaria. Insisto, é importante parar e se organizar; os nomes se repetem nas famílias e é fácil confundir gerações diferentes.


    Sim esse Manoel eu reparei que poderia ser o antepassado anterior , como não tinha a acessibilidade do documento eu preferi salvar aqui já que também estou usando um pouco aqui para mapear informações.


    ---------------

    Eu já entrei em contato com o SUporte do FamilySearch e eles agendaram horario para recuperar os dados desses links que não consigo observar.

    Porém esses dados são todos documentos aqui de Santos. (Como são daqui provavelmente deve existir um outro lugar onde recuperar esses dados).

    Por isso fiz a pergunta.


    Muito Obrigado pelo Suporte


    att. Victor Garcez

  • @VictorGarcez

    O outro lugar que sei seriam os cartórios em si; onde não é grátis e se depende da velocidade dos funcionários em fazer buscas.

    Ao que eu saiba, a única base de dados online com as imagens dos livros de registros de SP é essa do FS (talvez compartilhada com sites similares, muitas vezes pagos). O FS fez esse trabalho a nível mundial, mas depende da autorização dos detentores dos registros, tanto para poder escanear os registros, como para determinar quais poderá "abrir" diretamente na internet e quais ficam restritos aos CHF. Por isso há uma variação enorme no que se encontra online de um estado para outro no FS. O mesmo para os religiosos.

    Ás vezes alguns estados até tem essas imagens ou em microfilme ou escaneadas, mas não tem a plataforma que permita acessá-los, sem ser pelo FS.

    Tem algumas filigranas a mais no que está disponível e onde; pode ler aqui:

    https://www.origines.com.br/blog/acessar-documentos-cartorios-de-sao-paulo/

    Acrescentaria que, desde que esse link foi escrito, o FS passou por leitura ótica e indexou muito do acervo (um trabalho contínuo acelerado recentemente). Mesmo com as limitações que já mencionei, é melhor que não ter indexação nenhuma. Com o tempo, se vai aprendendo a "adivinhar" o que o erro pode ser (exemplo: ler "sessenta" quando é "setenta" ou vice versa)

    Do estado de SP, só conheço online aqueles registros da Hospedaria (e relacionados), como o do link da chegada do pai do Gerardo e família. Mas não são registros civis.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.