CERTIDÃO DE BATISMO NARRATIVA

BOA TARDE PORFAVOR LOCALIZEI O bATISMO DO PORTUGUES E ESTOU COM A SEGUINTE DUVIDA, OQUE É CERTIDÃO NARRATIVA, ELA SERVA PARA O PROCESSO DE NETOS? oBRIGADA

Comentários

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @DRIGIANNI , a certidão a ser pedida no Arquivo Distrital é a narrativa certificada. Vem, pelos Correios, com um carimbo em relevo.

    É a certidão correta a ser enviada no processo de netos.

    A certidão do filho(a) brasileiro tem que ser Inteiro Teor, apostilada

    A certidão do neto (requerente) tem que ser por cópia reprográfica, apostilada.

    Se for mulher e tiver o nome alterado após o casamento, mandar uma certidão de casamento, Inteiro teor, apenas para comprovar que se trata da mesma pessoa.

  • @Leticalele Boa Tarde Muito Obrigada pelo exclarecimento.

  • @Leticialele , bom dia!

    Tenho cópias simples dos assentos de batismo dos meus bisavós portugueses (1875/79), obtidas pelo FamilySearch/Tombo.pt, mas não consta anotação do casamento ocorrido ainda em Portugal (1903) nas margens dos documentos. Quando eu solicitar as certidões narrativas certificadas ao Arquivo Distrital, a anotação/averbação do casamento constará ou deveria constar nas respectivas certidões de batismo?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @davisp , se o casamento foi em Portugal, não precisa transcrever. As cópias que você obteve são imagens do que está no Arquivo Distrital. Dificilmente terá alguma diferença. O casamento deveria constar de uma das certidões.

    Você achou a certidão de casamento? Mande junto

  • @Leticialele tenho sim o assento de casamento. Quanto a transcrição ok, ciente que não é aplicável. A dúvida é se o casamento deveria ou não estar anotado nos assentos de batismo, se faz alguma diferença no processo e se caberia alguma ação prévia para atualização.

    Então, mesmo que não constem as anotações de casamento nas certidões narrativas certificadas de nascimento, basta anexar o assento de casamento ao processo e está resolvido?

    Na realidade, gostaria de anexar o assento de casamento apenas se realmente indispensável, pois aparentemente tem divergência com nome da minha bisavó nos documentos posteriores, conforme estou discutindo em outro tópico, tenho medo de mais atrapalhar do que ajudar.

    https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/13019/quando-e-necessario-retificar-os-documentos-brasileiros#latest

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @davisp , nos registros paroquiais o nome da noiva, na maioria das vezes, é o de solteira. Não havia regra para composição dos nomes!

  • @Leticialele obrigado!

    Então, mesmo que não conste a anotação/averbação de casamento nas "certidões narrativas certificadas" de batismo, basta anexar o assento de casamento ao processo e está resolvido?

    Nesse caso, basta cópia simples do assento de casamento ou precisa ser também uma "certidão narrativa certificada" de casamento?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @davisp , mais garantido mandar uma narrativa certificada do casamento. Minimize a chance de cair em exigência!

  • davispdavisp Member
    editado November 2020

    @Leticialele ok! Fiz a solicitação das "certidões narrativas certificadas" ao Arquivo Distrital de Coimbra, segue a resposta que me enviaram hoje por e-mail:

    Em resposta ao pedido de V. Ex.ª, informo que foram localizadas as certidões de batismo e casamento solicitadas.

    As certidões que costumamos remeter para fins de nacionalidade é composta por um frontispício com os elementos essenciais (Nome, filiação, freguesia e ano do nascimento) do registo e cópia do assento original, importando em 20,00€ acrescido dos portes de correios.

    Se pretender toda transcrita a transcrição importa em 30,75€ a certidão em 20,00€, acrescido dos portes de correio.

    Agradeço que nos informe qual a modalidade pretendida.

    Com os melhores cumprimentos


    A modalidade correta seria essa primeira de 20,00€, sem ser toda transcrita, certo?

    No formulário não tem essa opção "certidão narrativa certificada", tem "certidão", "certidão transcrita (aos custos da certidão acrescem os da transcrição)", "certidão por telecópia", "certidão negativa", "certidão para fins especiais (abono de família, B.I., segurança social, fins de serviço - só pode ser pedida por entidades oficiais)"

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @davisp , sim, são as certidões de 20 euros. Responda ao email dizendo que quer a com frontispício com os elementos essenciais.

    O Arquivo Distrital do Viseu manda uma cópia do livro, assinada, com um carimbo em relevo. Creio que Coimbra trabalha diferente.

  • Boa noite a todos !

    Já faz algum tempo que tento encontrar o registro de batismo de meu avô , mas ainda não tive susseço será que alguém poderia me ajudar com isso ? O nome de meu avô é Victorino Gonçalves Fonseca natural de São Miguel República de Portugal filho de Francisco Gonçalves Fonseca e de Ingracia Maria de Jesus creio que meu avô tenha nascido entre os anos de 1899 e 1900 , desde já agradeço!

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @Sseerrggiioo , você já procurou nos passaportes dos Açores?? https://tombo.pt/d/acores#FAL

    Faz ideia de que ano seu avô chegou ao Brasil?

  • Bom dia a todos

    Abordando a questão de casamento podem me informar o que fazer no caso do português ser nascido em 1903 (já pedi a certidão narrativa) e ter se casado no Brasil?

  • @Mercia qual sua dúvida específica?

    em termos gerais: se o português tiver se casado com uma portuguesa, precisa transcrever o casamento; se o português não tiver sido o declarante do nascimento do/a filho/a, também precisa transcrever o casamento. Assim, apenas não precisa transcrever o casamento se o português tiver sido o declarante do nascimento do/a filho/a e se ele não era casado com uma portuguesa.

  • Bom dia! Meu vô está com assento de batismo de 1903 em Cerva. Casou se em 1928 no Brasil e meu pai foi registrado pelo meu avô com um mês de idade. Meu pai também foi meu declarante com dias de nascida.

    Tenho todas certidões para enviar já fui ao consulado qué carimbou o requerimento 1d

    Lá me informaram que deveria juntar certidão narrativa (Já pedi no advr) estou com dificuldade para pagamento .

    Então:

    Preciso juntar a certidão narrativa ,?

    A certidão de casamento inteiro teor apostilada do meu avô serve para fixar o segundo nome?


    Obrigada pela atenção e perdoe a demora

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @Mercia , sim, precisa juntar a certidão narrativa certificada pelo Arquivo Distrital e a certidão de casamento inteiro teor (não precisa apostilar) para fixar o nome usado na vida adulta.

  • gsilvestregsilvestre Member
    editado September 17

    @Mercia você precisa juntar o assento de baptismo certificado; e a certidão de casamento serve para fixar o nome.

  • Obrigada! Resta agora aguardar a certidão do arquivo distrital Bom dia!

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.