Processo de neto ou 2 processos de filho?

Algumas pessoas questionam a possibilidade fazer para neto direto ou de filho sem pular geração. Não é raro alguém pensar em pular porque o intermediário não faz questão ou simplesmente não quer a nacionalidade. Em regra, a nacionalidade para filho é sempre melhor.

No entanto, temos outros pontos a considerar.

Quando temos uma linha feminina como origem ou intermediária na ascendência, talvez você tenha que transcrever o casamento dela, o que pode gerar um tempo maior.

Porém, um ponto a se levar em consideração é o valor só de taxa que será gasto para fazer diretamente para você, como neta, ou primeiro para a sua mãe e depois para vc, isso porque no meio tem a transcrição da sua mãe.

Processo de neto = 175 euros

Processo de filho = 175 euros

Processo de transcrição de casamento = 120 euros

No seu caso, neto direto gastaria 175 euros, para a sua mãe e depois para vc, são 470 euros, por causa da transcrição no meio.

Tempo de neto = 30 a 32 meses

Tempo de filho = 7 a 8 meses, ACP

Transcrição de casamento = variável, de 30 a 180 dias

Nesse caso, neto direto gastaria uns 32 meses, para a sua mãe e depois para a próxima geração, são uns 20 meses, por causa da transcrição no meio.

Quando não a necessidade de se transcrever o casamento da ascendência intermediária, o valor é o tempo são menores. Qualquer dúvida, é só perguntar. Se soubermos, responderemos.

Comentários

  • Oi, @Destefano. Estou passando por esse dilema. Minha vó é neta e filha, mas não consigo trascrever o casamento dos pais dela pq nao acho a certidão do pai. Então pensei em pedir a atribuição dela como neta (pq temos tudo da família materna e não teria que trascrever nada da avó pq nasceu, casou e faleceu em Portugal). Deixei as informações nesse tópico abaixo. Será que você conseguiria me ajudar com essa dúvida: https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/22823/minha-avo-consegue-pedir-como-neta-vejam-meu-caso-e-os-documentos-que-tenho#latest ?

  • @Destefano No meu caso, minha bisavó que é a Portuguesa que registrou a minha vó, devido o pai já ter morrido. (foi um registro tardio quando ela tinha 15 anos para casar).

    Hoje minha vó tem 102 anos, compensa fazer a atribuição direto para o meu pai, pulando a geração da minha vó? E como foi a mãe dela - que registro-a tem que fazer a transquição do casameno dela da portuguesa que casou no Brasil?


    Se puder me ajudar com esta informação agradeço.

  • Outra pergunta como meu pai é neto, terá que transcrever o casamento da mãe dele que pulariamos a geração?

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.