Filho do Portugues Suprimiu o ''de'' do sobrenome de Araujo, precisa retificar ?

Boa noite,

Antes de tudo, gostaria de expressar minha gratidão pela colaboração de todos. Tenho recebido muita ajuda aqui e espero, em algum momento, poder retribuir de alguma forma.

Bem, vamos lá. Nas últimas semanas, consegui reunir toda a documentação necessária para iniciar o processo de solicitação de cidadania para o neto, que, no caso, é meu sogro. Ao analisar a documentação para garantir sua consistência, deparei-me com algumas discrepâncias. Algumas são evidentes e requerem retificação, enquanto outras geraram dúvidas. Vamos aos fatos.

O assento de batismo do português, cujo nome é Domingos de Araujo Barboza, está correto.

Na certidão de nascimento do filho do português, nascido em 1927 no Brasil com o nome de Olizete, percebi uma discrepância. A certidão menciona que Domingos de Araujo BarboSa, declarante e pai de Olizete, é brasileiro, assim como os avós paternos. Pretendo iniciar um processo extrajudicial no cartório para corrigir essa informação, apresentando o assento de nascimento de Domingos, assim como sua certidão de casamento e óbito, que confirmam sua nacionalidade portuguesa.

Quanto à certidão do neto do português, Luiz, não encontrei divergências significativas. No entanto, surgiu uma dúvida relacionada ao nome do pai dele o Olizete. O avô paterno, Domingos de Araujo Barbosa, está corretamente registrado, mas o nome do pai, Olizete Araujo Barbosa, omite o "de" antes do Araujo. Toda a documentação de Olizete apresenta essa supressão do "de", desda carteira de trabalho como certidão de casamento,certidão de óbito, assim como toda documentação, por escolha dele houve essa supressão.

Diante desse relato, parece evidente a necessidade de retificar a certidão de nascimento do filho do português que esta dizendo que Domingos é BR. No entanto, permanece a dúvida se é necessário corrigir algo na certidão do neto, considerando a supressão sistemática do "de" por parte de Olizete e a grafia do sobrenome BarboSa que deixou o "Z" na certidão de nascimento de Olizete assim como todos seus documentos e descendentes.


Novamente agradeço

[removido]

Comentários

  • Eu acredito não precisar , mas eu faria.

    no caso do meu pai a mãe dele era Vilma e colocaram Wilma, eu retifiquei apenas para deixar tudo certinho, não fica muito mais caro no montante todo do processo, tente retificar com a certidão no cartório, muitas vezes nem tem que apostilar nada, no caso do meu pai apenas mandei as cópias on-line dos documentos e o cartório aceitou, tudo depende do titular , que detém autonomia e a possibilidade de fazer… seja bem cordial com eles, no geral se é algo simples fazem.

    @josevictordeoliveira

  • @josevictordeoliveira


    Com a ressalva de que o conservador tem autonomia para questionar o que achar necessário, historicamente a recomendação aqui no fórum é que a supressão ou inclusão de partículas de ligação, como o "de", não são motivo de exigência. Idem para pequenas alterações na grafia, onde não há alteração na pronúncia, como é o caso de "Barbosa" e "Barboza".

    Pelo menos é isso que se diz há muito tempo no fórum e nunca vi ninguem que seguiu essa recomendação voltar para reclamar. Mas de novo, o conservador pode sempre questionar.

    No entanto, voce fala no último parágrafo que há um documento dizendo que o portugues era brasileiro. Isso eu sugiro retificar. E se o restante das divergencias (a falta do "de" e a letra diferente no sobrenome) estiverem no mesmo documento, aí vale corrigir tudo.


    Boa sorte no seu processo!

  • @eduardo_augusto No meu caso foi a idade

    No ano de 1939 meus bisavôs teriam umcom 54 anos e outra com 39. E não certidão do meu avô conta que " no ano de 1939 com 50 anos .. fulano compareceu... ) eu identifiquei o erro após meses de ter enviado.

    Irei usar o óbito da minha bisavó que esta com a idade de nascimento dela.

  • @bunker94 , nesse caso você vai entrar com pedido administrativo também, erro material, e apresentar o assento de nascimento do seu bisavô!

    é sucesso, vi que tem como pedir gratuidade no serviço, porém não sei o quanto isso ajudaria, por que o pessoal do cartório pode começa a fazer com má vontade né.

    O cartório esta me cobrando torno de 350 reais para retificar a certidão !

  • editado February 5

    @josevictordeoliveira até poucos anos atras inexistia a possibilidade de retificacao extrajudicial (em cartorio) de forma tão abrangente como é hoje . Antes disso era necessário contratar um advogado e ingressar com um processo judicial, que geralmente demora em média 1 ano... Só os honorarios do advogado seriam pelo menos 10x mais que isso... Essa alteração legislativa beneficiou muita gente que tem pequenos erros no registro e antes tinha que gastar muito mais e esperar também. Eu no seu lugar pagaria feliz por esta retificacao...

  • @AlanNogueira verdade, mas ainda depende da boa vontade do cartório, mas de modo geral está bem melhor essa situação !!!! já dei entrada na solicitação de retificação eles pediram 30 dias para poder retificar.... Vamos ver como vai ficar !!!!

  • @josevictordeoliveira exato, que bom que já deu início e espero que dê tudo certo no seu caso!

    Os cartórios pela lei só têm autorização para retificar "erros de fácil constatação". Muitas vezes aqui no fórum aparecem pessoas que precisam de fazer retificações mais complexas, geralmente nestes casos já indico ir diretamente na via judicial. De todo modo não custa perguntar no cartório onde está o registro se é viável ou não a retificação extrajudicial, que é muito mais rápida. Ainda que leve 30 dias, ainda é muito menos tempo que a duração de um processo judicial (que geralmente levam 1 a 2 anos).

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.