Retificação e necessidade de tradução

Olá, bom dia! Sou neta de português e nova no fórum. Quero requerer minha cidadania, porém constatei que terei que realizar a transcrição de casamento dos meus avós.

Ocorre que meu avô era português e minha avó espanhola. Eu já tenho em mãos as certidões de nascimentos de ambos, porém terei que fazer cerca de 6 retificações na certidão de casamento brasileira deles, e é aí que começam os questionamentos:

1-) O nome dela na Espanha era Concepcíon, traduzido ao português (Conceição) quando imigrou pra cá. Isso será um problema na transcrição pelo consulado? Retifico para o espanhol novamente?

2-)A certidão de nascimento espanhola que eu tenho dela é no formato plurilíngue, ou seja, tem sua tradução ao português. Fui ao cartório e me disseram que tenho que traduzi-la. Tenho mesmo? Isso é feito antes ou depois do apostilamento espanhol?

3-)A certidão de nascimento dele fora obtida através do CivilOnline, e a validade expira no mês que vem. Posso apostilar e usar na transcrição mesmo após o vencimento, ou solicito uma nova?

4-) Posso usar a certidão de casamento original, do ano de 1934, na retificação ou terei que solicitar uma nova?

5-) Sei que Portugal aceita as certidões plurilíngues de toda união europeia, mas para a transcrição de casamento pelo consulado, ela é aceita? Tenho uma certidão espanhola obtida por fotocópia do livro, mas esta bem ilegível e certamente precisaria de tradução.


Peço desculpas pelos longos questionamentos, mas realmente estou um pouco perdida.

Muito obrigada!

Comentários

  • @Alessandrah

    1- Creio que não, pq é um aportuguesamento do nome...

    2- o formato plurilingue vale em Portugal; se o cartório no BR diz que não aceita, paciência... precisa fazer conforme orientação deles... eu insistiria um pouquinho rsrs sobre fazer antes ou depois do apostilamento: se vc for traduzir no Brasil, eu acho que precisa apostilar antes; se for traduzir na Espanha, acho indiferente;

    3- se você fizer o apostilamento antes do vencimento, pode... pq a PGR solicita o código de acesso...

    4- bom, o cartório da retificação é o que detém a certidão de casamento... não vejo muito sentido em eles exigirem uma cópia nova se eles têm o livro de registro rs mas precisa verificar com eles, pois me lembro de um relato de um cartório do RJ que fazia essa exigência...

    5- a certidão plurilingue não pode ser recusada... mas é sempre bom confirmar com o consulado, para conseguir argumentar antes de ter os documentos devolvidos ou algo assim

  • AlessandrahAlessandrah Member
    editado October 13

    @gsilvestre, muito obrigada!

    Você acha que pode dar algum problema eu retificar para Concepcíon no nome de solteira e manter Conceição no nome de casada? Tipo assim:


    Disso:

    "o assento do matrimonio de Francisco de Jesus Henriques e Conceição Macias Martinez, que passou a assinar-se Conceição Henriques"


    Para isso:

    "o assento do matrimonio de Francisco de Jesus Henriques e Concepcíon Macias Martinez, que passou a assinar-se Conceição Henriques"

  • @Leticialele voce que entende mais de retificações, o que acha?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @gsilvestre , embora eu ache que é apenas o "aportuguesamento" do nome, a segunda solução proposta pela @Alessandrah me parece a mais lógica e viável.

    "o assento do matrimonio de Francisco de Jesus Henriques e Concepcíon Macias Martinez, que passou a assinar-se Conceição Henriques"

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.