Advogada desapareceu - como proceder?

Olá a todos,

Minha familia vem usando os serviços de uma advogada (Euzali Bayma Pires) que trouxe a cidadania do meu meu avô para minha mãe e converteu em atribuida (que pode passar para os filhos).

No final de 2019 eu e meus irmãos enviamos a documentação e pagamos para que ela fizesse a nossa cidadania (3 irmãos total).

Desde então a advogada desapareceu e não responde a emails ou telefonemas.

Nós não temos nenhuma confirmação de que ela realmente aplicou o processo. Já enviei email para a conservatória de registros centrais para ver se existe um processo, mas nunca obtive resposta deles (mandei hoje novamente).

Alguém sabe dar alguma idéia de como proceder neste caso? Eu não sei se deveria aplicar de novo.

Se alguém puder recomendar um advogado confiável que pudesse ajudar em verificar e finalizar o processo seria muito bom.

Muito obrigado a qualquer ajuda e dica.

Comentários

  • Alguém poderia dar alguma dica?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator
    editado May 4

    @Marcelo Alcantara , essa advogada é brasileira (de que Estado) ou portuguesa?

    Quanto aos processos, para saber se estão em andamento, mande um email para rcentrais.admin@irn.mj.pt, dizendo ter contratado uma advogada em 2019 e que, por não ter mais tido contato com ela, solicita que eles verifiquem se há processos de atribuição em nome de A, nascido em xx/xx/xxxx, B, nascido em xx/xx/xxxx e C, nascido em xx/xx/xxxx, filhos de Fulana de tal, portuguesa.

    Peça, ainda, que, se os processos estiverem ativos, os números e a chave de acesso ao site de acompanhamento.

    Se não tiver nada, sugiro que você faça o processo sozinho, com o auxílio aqui do Fórum. É muito simples, vai gastar apenas com as certidões, apostilamentos , emolumentos e envio.

    Quanto à advogada, oficie à OA, em Portugal e/ou a OAB, no Brasil, fazendo uma reclamação por abandono da causa.

    O artigo 12 do Código de Ética e Disciplina preconiza que “O advogado não deve deixar ao abandono ou ao desamparo os feitos, sem motivo justo e comprovada ciência do constituinte.” Além da responsabilidade civil do profissional de agir com zelo, o mesmo pode sofrer punição administrativa perante a OAB, sendo representado no órgão.

    O advogado que, no exercício de sua função, receber quantia de seu cliente, seja para custas e despesas e utilizá-lo em proveito próprio, pagará juros desde o momento que a utilizar, além de se sujeitar às penas disciplinares previstas o Estatuto da OAB. Vale ressaltar que além de se sujeitar às referidas penas, também comete crime previsto no  Código Penal.

  • gandalfgandalf Member
    editado May 4

    @Leticialele

    Os reviews dela são péssimos. Vários relatos semelhantes: "Nunca faça negocios com essa mulher, ela pegou meu dinheiro para fazer minha cidadania e sumiu, uma picareta."

    Pelos relatos, eu acho improvável que ela tenha feito alguma coisa no processo. Escafedeu-se. O website dela ainda continua ativo.

    Ela tem dois endereços em Lisboa. Num deles (Av. Alm. Reis 219) tem o nome de uma outra advogada na porta.

    No BR tem processos ativos correndo no tjrj, onde ela figura como ré, e que estão correndo à revelia dela.

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @gandalf , é nessas horas que eu pergunto - cadê a OAB????

  • Aqui no fórum tem postagens do tempo do Orkut - 2009:

    que sirva de exemplo, pois me serviu de licao — Fórum Cidadania Portuguesa

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.