O que fazer quando a certidão de nascimento do cônjuge de uma Portuguesa não foi localizada?

Boa noite.

Minha bisavó é Portuguesa e pretendo obter a cidadania para meu pai, tenho tudo localizado, o único empecilho atual é a certidão de nascimento do conjunge (meu bisavô).

Já fiz o pedido de desarquivamento da habilitação de casamento, ele se casou sem certidão de nascimento, apenas com uma declaração do pai informando ser solteiro, nascido em Brotas.

Já busquei a certidão em Brotas, não localizei.

Já tentei na cidade de nascimento e casamento dos pais, também não está lá.


Existe algo que possa ser feito?

Algo como apresentar as declarações negativas, ou uma tardia...?


Obrigado.

Comentários

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @jomarumu , sem a certidão de nascimento do cônjuge você não consegue transcrever o casamento.

    Coloque aqui todos os dados de que dispõe, talvez alguém possa ajudar a encontrar!

  • @Leticialele Obrigado.


    O nome de minha bisavó é Maria Mendonça, nascida em 25/03/1901 em Santo António da Serra, Ilha da Madeira.

    Ela se casou em 04/01/1919 com Theodoro Murdiga em Torrinha, segundo o casamento, ele é natural de Brotas, mas não informa dados como data de nascimento.

    Já localizei um Theodoro Murdiga em Rizziconi, na Itália, mas tudo indica que era um irmão falecido na Itália, cujo nome foi reaproveitado (os pais dele fizeram com outro irmão).


    Tudo me leva a crer que ele nasceu logo após o desembarque no Brasil e não foi registrado.

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @jomarumu , impossível não ter sido registrado, ainda que tardiamente

    Desde 1874 já havia obrigatoriedade de se registrarem nascimentos, casamentos e óbitos. Posteriormente, vários decretos isentaram de multa as pessoas que não tivessem sido registradas.

    Tentou , no Cartório em Brotas, uma certidão próxima à data do casamento? Ou em Torrinha?

  • @Leticialele

    Fiz a busca nas proximidades da suposta data de nascimento, mas a busca por registro tardio não cheguei a fazer.

    Tentarei em Brotas uma busca próxima a data de casamento.


    Obrigado.

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator
    editado September 15

    @jomarumu , para estudar, trabalhar, ele precisaria de um registro de nascimento!

    Talvez o @Kleber Silva Aguiar ou o @Guilherme Moreira possam ajudar, mesmo que sugerindo uma pista! Eles são geniais!

  • @Leticialele

    Não creio que ele tenha estudado, mas ele trabalhava e ao morrer era aposentado. Como muita gente diz que após casar, ao menos a nível nacional, a certidão de casamento substituiria a de nascimento, imaginei que ele pudesse não ter sido registrado e só ter usado a certidão de casamento após isso.

    Mandei e-mail para Brotas, acho que pedirei as buscas durante todo o tempo de vida dele.


    Obrigado

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @jomarumu , não creio . Para tirar identidade e carteira de trabalho é necessária a certidão de nascimento, a de casamento não substitui!

    Já pediu ao INSS o processo de concessão de aposentadoria dele?

  • @Leticialele

    Não tinha nem pensado no INSS, vou tentar contato com eles também.


    Obrigado!

  • @jomarumu já tentou encontrar o registro de batismo. Na transcrição do casamento de minha avó em Ponta Delgada usei o registro de batismo alegando que a efetiva obrigatoriedade de registro civil só aconteceu após 1900.

  • @Paulo Silva

    Já tentei também e não localizei.

    A situação desse bisavô é bastante complicada, ao se casar ele não soube informar o dia de seu nascimento e a idade que ele informou ter não tem como estar correta.

    A idade informada na certidão de óbito dele também não bate com nenhuma outra e também não pode ser verdadeira.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.