Pai Divorciado - Devo proceder com o Divórcio para obter a cidadania?

Bom dia a todos.

Estou começando a juntar os documentos para iniciar a transcrição de casamento do meu avô português (falecido) lá em Portugal.
Estou pensando em enviar os documentos para transcrição para PD.

Minha dúvida é a seguinte:
Assim que meu pai adquirir a nacionalidade portuguesa (após o processo de atribuição de pai para filho) é necessário transcrever seu casamento para que eu assim adquira a nacionalidade, correto?

Meu pai é divorciado do primeiro casamento, porém eu sou filho do primeiro casamento e em minha certidão de nascimento o declarante é meu pai.

Gostaria de saber se será necessário entrar com pedido de divórcio (e advogado em Portugal) para que assim eu consiga obter minha nacionalidade também.

Muito Obrigado a Todos

Comentários

  • @Igor As conservatorias ACP E Vila Nova de Gaia não exigem a Transcriçao de casamento se o portugues atribuido reconheceu a paternidade do filho .Não é necessário transcrever o divórcio.
  • Muito obrigado Vlad Pen !

    Então se eu quiser começar com a atribuição do meu pai por uma destas duas Conservatórias sem transcrever o casamento do meu avô não tem problema?

    Na certidão de nascimento do meu pai meu avô reconheceu sua paternidade assim como o meu reconheceu a minha.
  • @Igor, isso mesmo..se puder envie junto uma copia da certidão de casamento dos avós para comprovaçao de nomes(não precisa ser apostilada)Veja se o nomes batem ,tanto na certidão de nascimento quanto na de casamento.
  • edited July 2017
    @Igor,bem lembrado pela @Mei, Se os dois avós eram portugueses ,terá que transcrever o casamento deles de qualquer maneira,
  • edited July 2017
    @Mei Se o português ou portugues atribuido foi quem reconheceu a paternidade do filho , ACP ou VNGaia não exige a Transcriçao do Casamento.
  • edited July 2017
    Oi gente.

    Então, meu avô português casou com a minha avó brasileira aqui no Brasil.

    E na certidão de nascimento do meu pai consta como declarante meu falecido avô português.

    Como eu ia iniciar este processo de transcrição eu já tenho a certidão de casamento em inteiro teor apostilada, vou mandar esta mesmo, pelo menos vai servir para alguma coisa.
  • @Mei hahahaha nem me fale, eu já estava pronto pra enviar a documentação pra transcrever o casamento kkkk mudando os planos de novo hahaaha
  • @vlad @mei existe uma divergência na escrita do nome do meu avô na certidão de nascimento dele e no restante das certidões.

    O nome dele na Certidão de Nascimento está Victor da Silva Rodrigues com "C" e nos demais documentos está só Vitor da Silva Rodrigues.

    Será que vai dar problema por causa de uma letra?
  • @Mei Muito obrigado pela resposta.
  • @Mei e @VladPen, boa noite.
    Ontem saiu a cidadania do meu pai, conforme eu informei rs.
    Gostaria de saber, apenas para efeito de confirmação, se agora posso fazer o processo de atribuição para mim sendo que meu pai é divorciado (sou filho do primeiro casamento) sem precisar transcrever casamento/divórcio pela conservatória do ACP.
    Muito obrigado.
  • @Igor, pode sim dar entrada no seu processo por ACP se foi seu pai q declarou a sua paternidade.
  • @Igor a diferença no nome pode cair em exigência, pra prevenir peça ao cartório a correção.
  • Igor e Cida,

    não vai haver problema algum.
  • edited February 19
    @VladPen e @Mei Meu pai quem declarou em minha certidão de nascimento e minha mãe é brasileira.

    Ai que bom! Obrigado gente
  • Olá, boa noite.
    Estou com algumas (muitas) dúvidas. Bom, meu pai é português divorciado e casa com uma brasileira ( minha mãe ), e sou casada no papel, será que por ser casada isso influencia de uma forma negativa? Eu tenho a certidão de nascimento do meu pai e de meus avós, pois quando fui à Coimbra aproveitei e fui atrás desses documentos. E como faço para dar entrada nesse processo na conservatória, precisa entrar em contato para avisar que vou dar entrada? Me perdoem, mas eu realmente não sei por onde começar.
  • @Michelli o fato de vc ser casada não influencia em nada o pedido de atribuição de nacionalidade. Vc pode entrar direto em uma conservatória enviando os documentos pelo Correio. No topo da página tem os endereços onde pode enviar os documentos e fazer o vale postal.

    Nesse link os documentos.

    http://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/4347/novas-regras-explicacoes-finais-de-ponta-delgada-tondela-ovar-acp-e-vngaia#latest
  • Muito obrigada, pela generosidade em me dar auxílio, Vlad Pen.
  • @VladPen Boa tarde novamente.
    Estou juntando meus documentos para enviar para ACP.

    Quando enviei o do meu pai, vc recomendou que eu enviasse uma cópia da certidão de casamento dos meus avós (sem ser apostilada) para comprovação de nomes.

    Novamente só que agora no meu caso, vc recomenda que eu envie uma cópia da certidão de casamento (onde consta o divórcio) simples dos meus pais para este fim? Pois meus pais são divorciados e minha mãe agora voltou para o nome de solteira.

    Estou enviando:
    - FORMULÁRIO 1C com assinatura autenticada
    - Certidão de nascimento inteiro teor por cópia reprográfica apostilada.
    - meu RG autenticado e apostilado
    - cópia do assento de nascimento do meu pai (recém adquirido) SIMPLES
    - cópia da certidão de casamento (com divórdio) dos meus pais SIMPLES.

    Muito obrigado e desculpe tantas perguntas =(
  • @Igor sim, sempre é bom mandar caso eles possam pedir embora o processo seja feito através do seu pai e creio não haver necessidade.
  • Prezados,
    Sou brasileiro de nascimento e já conclui minha nacionalidade e documentos como cidadão português.
    Quero fazer a cidadania/atribuição para minha filha, menor.

    Dúvida:
    Minha filha é fruto de meu primeiro casamento. Este não foi haverbado em Portugal. Atualmente, sou a divorciado.
    Como devo proceder?
    Preciso haverbar casamento e divórcio para pedir a cidadania de minha filha?
    Quais documentos precisarei?
    Obrogado
  • @rafaelgb, te respondi no outro tópico. Por favor não duplique postagens pelo fórum.
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.