Atribuição de Nacionalidade para Netos - Decreto 37/81 de 2020(novo) - Processos e Acompanhamento

1244245247249250300

Comentários

  • Boa noite. Hoje recebi por e-mail o número do meu processo que eu havia enviado para Lisboa em agosto de 2019. Eu cheguei a pensar que haviam perdido, pois demorou muito. Graças a Deus estou aliviada. Agora eu preciso entender a bolinha marrom. Eu sou neta de cidadão português e eu tinha todos os documentos dele de Portugal, tudo certinho. Será que demora muito para sair de fase? Muito obrigada pela ajuda!


  • Pessoal, acabei a organização dos documentos da minha mãe (neta de portuguesa) e devo enviá-los ainda esta semana para a CRC Lisboa. Uma dúvida boba: como vocês mandaram os documentos no envelope? Grampearam? Ou enviaram soltos mesmo dentro do envelope?

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @agarciavaladares , eu mando presos por um clipe, dentro de um envelope. Se for mandar pela DHL, eles têm envelope próprio para documentos.

  • paulohmlpaulohml Member

    @Leticialele oi leticia , minha prima enviou a carta para pedido de urgencia no processo de neto e foi aceito .. voce sabe quanto tempo mais o menos demora pra finalizar o processo?

  • @dhalax tem sim! Procure no fórum GUIA DE PREENCHIMENTO 1D na lupa bem acima aqui da pagina! Eu não consegui colar aqui. Me desculpe!

  • gandalfgandalf Member

    @dhalax

    Clicando na palavra Discussões na tarja verde do alto da página, um dos primeiros links na página Guias... (comece aqui) sai aqui: https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/17610/guias-e-informacoes-uteis-comece-aqui/p1

    Ali você vai achar um assunto Preenchimento de formulários que te trará aqui: https://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/17322/guia-para-preencher-o-formulario-1d-a-partir-de-11-de-novembro-de-2020/p1

  • Atualizando galera!


    vim aqui há poucos dias relatar a avanço do processo de neta da minha avó de 92 anos que demos entrada em dez de 2020 pela nova lei.

    havia andando pra bolinha 3 marrom há menos de uma semana. Agora a 3 ficou verde e estamos na 4 marrom. Espero que avanço rápido continue!

  • CintiaHSCintiaHS Member

    Boa tarde @Leticialele ! Eu tenho uma dúvida. Quando a requerente for casada, qual o nome que deve ser preenchido no formulário (D-1)? O de solteira ou o de casada? E nos atestados de antecedencia criminal? Pergunto porque a certidão de nascimento está no nome de solteira mas o RG no nome de casada. Obrigada.

  • @Leticialele boa tarde. Tenho dúvidas sobre o processo e gostaria de sua ajuda. Estou entrando com solicitação de cidadania por ser neto de portugueses. Ambos já são falecidos inclusive minha mãe que era brasileira. Recebi os assentos de batismo de ambos vindo da Universidade de Coimbra e procedi à retificação do nome do meu avô tanto na certidão da minha mãe quanto na minha pois estava com o nome incompleto.

    A primeira dúvida é com relação ao declarante de nascimento da minha mãe. Conforme consta no cartório quem declarou o nascimento foi meu bisavô materno e não meu avô materno como é habitual. Isso pode causar algum problema no pedido?

    A segunda dúvida é que apesar de ambos serem portugueses da mesma região, vou iniciar o processo utilizando a hereditariedade por parte de meu avô, pois não consegui corrigir o nome da minha avó que está incompleto também. No formulário é pedido que se informe o nome do português, do filho e o meu no caso e as respectivas certidões. O batismo de meu avô inclusive já tem transcrito seu casamento e óbito.

    Existe algum problema nesse sentido?

  • Meus caros, vejo que cada vez mais temos observado que muitos processos estão tramitando de forma prioritária, independente de pedido expresso.

    Mais comum processos de solicitantes com 80 ou +, mas não é incomum solicitantes com 73, 75 ou +.

    Alguém sabe se há algum critério realmente sendo observado pela Central de Lisboa? Se há uma orientação do formal aos conservadores?

    Essa questão é certamente útil pois muitos de nós talvez tenhamos entrado sem prioridade e, agora, com o avançar do processo, e do tempo, nossos ascendentes podem já fazer jus a prioridade, mas neste caso teríamos que informar que agora estão na idade que autorizaria a prioridade.

    Como poderíamos descobrir?

  • Minha mãe tem 72 e irá fazer 73 em outubro. Até o momento o processo está caminhando lento como os demais kkk

  • Uma dúvida ! No processo de juntar documentação para abertura do processo de cidadania de minha mãe a advogada descobriu que os avós portugueses dela já tinham o registro de casamento em Portugal. Quando eles se casaram os filhos já eram nascidos (caso complicado pq são filhos do segundo casamento ... ) Indaguei se não haveria possibilidade de ter o registro de nascimento dos filhos em Portugal e ela acha que não. Eu consigo consultar esses dados? O pagamento é por consulta?

  • @viniciusmrocha creio que ninguém saiba ao certo. talvez o único jeito de "descobrir" seja contactando a CRC por e-mail.

    @taisas2002 você diz que há chances dos filhos terem nascido em PT ou terem obtido posteriormente a nacionalidade? Se o nascimento ocorreu após 1911, você pode solicitar a certidão pelo civilonline. precisa informar o local de nascimento. 10 euros cada pedido, mas reza a lenda que devolvem o dinheiro se não encontrado (parece que essa devolução demora rs)

  • @gsilvestre então parece história de novela... mas não é. A minha avó foi filha fora de casamento. Quando ela nasceu o pai ainda era casado com outra. Ele que registrou o nascimento dela e batizou mas só se tornou pai dela oficialmente, quando ela já tinha 11 anos. Ele ficou viuvo e só então se casou com a mãe dela. A mãe morreu uns 4 anos depois do casamento . Quando começamos o processo de cidadania e decidi fazer a transcrição do casamento deles verificamos que já tinha o casamento deles em portugal. Acho que ele pode ter registrado o casamento lá para registrar a morte dela. Os dois eram portugueses. Fica a dúvida se ele registrou o nascimento da minha avó tb...

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @CintiaHS , coloque o nome atual. Se trocou com o casamento, mande uma certidão de casamento inteiro teor, não precisa apostilar. Serve APENAS para justificar a diferença entre o nome atual e o nome na certidão de nascimento.

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @Wilsondecamargo , se o casamento dos avós está transcrito, não importa quem foi o declarante. Com o casamento, tanto a maternidade quanto a paternidade estão estabelecidas!

    Não há problema em utilizar a documentação apenas do avô.

    Boa sorte!!

  • @taisas2002 entendi... bom, existe essa possibilidade de tentar pelo civilonline. eu concordo com a advogada que o mais provável é que isso não tenha ocorrido, pois não era "de praxe" rs

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @taisas2002 , se os avós constam como casados em Portugal, não importa quem declarou o nascimento. Se foi na constância do casamento, tanto a paternidade quanto a maternidade estão estabelecidas.

  • @gsilvestre @Leticialele obrigada pelo esclarecimento !

  • Ta LitaTa Lita Member

    Olá, pessoal.

    Coloquei meu nome na planilha.

    Enviei os documentos dia 16 e chegou hoje.

    Agradeço muito aos colegas que ajudaram na busca e com as informações.

    Semente plantada. Vamos aguardar a colheita agora.

  • Boa noite

    Sabem me dizer se os arquivos distritais emitem cópias digitadas das certidões, igual os cartórios brasileiros fazem as copia digitadas de inteiro teor. Pergunto isso pois gostaria de algumas informações, mas algumas certidões, principalmente as mais antigas são de difícil leitura

    Obrigado

  • LeticialeleLeticialele Member, Moderator

    @andrfs1991 , sim, mas eles cobram pela transcrição.

  • Amigos foristas, é com um alegria imensa e muitas lagrimas nos olhos que hoje comunico a passagem para a fase 7 do meu processo e do meu irmão.


    Ambos os processos deram entrada no dia 28/12/2018 (n°89xxx/2018), ultima atualização sendo feita em agosto de 2019 (fase 4) e na data de hoje pulou pra bolinha 7 em marrom, agora so aguardar o registo. Apenas para efeitos de curiosidades e debates entre nos. Acredito que com a mudança da lei e com o alto volume de processos antigos estacionados os conservadores estão flexiveis, digo isso porque eu tinha plena certeza que meu processo e do meu irmão cairiam em exigência, por eu ter mandado apenas uma copia do documento da minha mão (certidão de nascimento e casamento), e como muitos foristas aqui falaram que cada processo é individual e deve conter TODOS os documentos em cada processo. Não sei se foi algo pontual, ou pelo fato dos processos terem numero sequencial (e teoricamente terem sido analisados na ordem numerica), nossos processos foram aprovados em conjunto.

  • RicosneRicosne Member

    @fecarmeluti , parabéns! Não vejo a hora de compartilhar da mesma alegria que vocês!

    Apenas para complementar as estatísticas do fórum:

    (i.) O processo de vocês sofreu alguma exigência? Caso positivo, qual foi a exigência apresentada?

    (ii.) Quem era o ascendente português: o avô e a avó, só o avô ou só a avó?

    (ii.) Os avós eram casados? Se positivo, casaram no Brasil ou em Portugal?

    (iii.) Caso o casamento tenha ocorrido no Brasil, houve a transcrição do casamento em Portugal?

    (iv.) Quem declarou o nascimento do/da pai/mãe de vocês?

  • @Ricosne, muito obrigado, e em breve todos nos estaremos dançando o vira!!

    Vamos as respostas:

    (i.) O processo de vocês sofreu alguma exigência? Caso positivo, qual foi a exigência apresentada?

    Não sofreu nenhuma exigência, se fosse pela lei antiga teria sofrido por não teria como comprovar as tais ligações efetivas, e ao meu ver iria cair em exigência pois como comentei eu mandei apenas uma copia dos documentos da minha mãe para os dois processos (meu e do meu irmão), como foram numerados sequencialmente, acredito que o conservador tenha analisado os dois processos em conjunto e aprovou ambos.


    (ii.) Quem era o ascendente português: o avô e a avó, só o avô ou só a avó?

    Meu avô materno era o português, nasceu na Ilha de São Miguel em Madeira.


    (ii.) Os avós eram casados? Se positivo, casaram no Brasil ou em Portugal?

    Sim meus avós eram casados (minha avó brasileira), e casaram aqui em São Paulo.


    (iii.) Caso o casamento tenha ocorrido no Brasil, houve a transcrição do casamento em Portugal?

    Houve transcrição de casamento, minha família começou a ira atrás da cidadania a uns 15 anos atrás mais ou menos, porem as leis eram outras e era muito custoso, então todo esse processo de transcrição de casamento e óbito do meu avô já havia sido feito nessa época.


    (iv.) Quem declarou o nascimento do/da pai/mãe de vocês?

    Meu próprio avó português que foi o declarante no nascimento da minha mãe, por isso não tive maiores requerimentos em relação a isso.


    Ja atualizei a planilha de processos (inclui tambem o processo do meu irmão), coloquei ambos em fase 6. Quando a bolinha 7 estiver verde irei atualizar novamente.

  • Boa Tarde

    Tudo bem


    Meu processo caiu em exigência fase 4 foi solicitado, certidão de baptismo do meu Bisavô.

    Encaminhei e foi recebido em 23/04 em Portugal, quando pesquiso a situação do meu processo ele ainda consta está exigência. O que devo fazer nesta situação !

    Grato

    Adriano

  • RicosneRicosne Member

    @fecarmeluti , excelente!

    Muito obrigado pelas respostas.

    Agora é só comemorar com um bom vinho português!

  • @Ricosne

    (i.) O processo de vocês sofreu alguma exigência? Caso positivo, qual foi a exigência apresentada?

    Até o momento não mas ainda está no inicio o processo

    (ii.) Quem era o ascendente português: o avô e a avó, só o avô ou só a avó?

    Avó e avô

    (ii.) Os avós eram casados? Se positivo, casaram no Brasil ou em Portugal?

    casaram no Brasil e descobrimos que o casamento estava registrado em portugal também

    (iii.) Caso o casamento tenha ocorrido no Brasil, houve a transcrição do casamento em Portugal?

    não precisou pq descobrimos que estava registrado em portugal . Pode ter sido feito quando ela morreu.

    (iv.) Quem declarou o nascimento do/da pai/mãe de vocês?

    foi o avô

  • Pessoal, enviei hoje os documentos da minha mãe para a CRC Lisboa! O fórum foi essencial e ajudou bastante na solução de dúvidas sobre os documentos. @Leticialele, agradeço a você pessoalmente pelos esclarecimentos.

    Agora é monitorar a chegada dos documentos e o número do processo para acompanhamento. Assim que tiver as informações em mãos, acrescentarei na planilha.

    Um abraço!

  • @Ricosne com toda certeza...

    ja ate consigo ouvir aquela famosa " É uma casa portuguesa com certeza É com certeza uma casa portuguesa''

    Sucesso no seu processo tambem compatriota

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.