Ronie

Bom noite....
Já fui casado e me divorciei,mais me casei novamente e não teve alteração de nome,gostaria de saber se tenho que fazer a transcrição desse casamento,para depois poder fazer a transcrição do meu segundo casamento to com minha esposa para ela poder pegar a nacionalidade tbm???

Comentários

  • @Mayra,

    para transcrever o segundo casamento, precisa seguir a ordem cronológica de mudanças de estado civil, e transcrever tudo que ocorreu: o primeiro casamento, o divórcio e o segundo casamento.

    Precisa constar em Portugal, todas as mudanças de estado civil pelas quais passou, utilizando a ordem cronológica dos fatos.

    Para transcrever o divórcio em Portugal, precisa confirmar a decisão do divórcio no tribunal português, é a homologação da sentença estrangeira.

    E, mesmo com a atualização do estado civil, sua esposa somente terá direito à aquisição da cidadania após morar por 2 anos em Portugal (e estarem casados há 3 anos).
  • Boa tarde...
    Já sou casada as 3 anos,mais mesmo assim ainda tenho que esperar mais dois anos pra poder conseguir a nacionalidade depois que transcrever o divórcio??
  • Sim. Dois anos morando em Portugal.
  • OK...muito obrigada...
  • Mais preciso de advogado la em portugal ou consigo fazer por um cartorio notarial a homologaçao do divorcio ??essa era a pergunta
  • @Mayra,

    para divórcio, precisa de advogado em Portugal.
  • Boa tarde @Marcia Tudo bem ?

    Estou ajudando meu amigo para juntar os documentos dele para processo de atribuição, porém surgiu uma dúvida que eu não entendi muito bem.

    O Avô dele é Português e tem o Pai vivo. Vai seguir a sequencia AVO -> Pai -> Ele.

    A dúvida é: O Pai dele é divorciado, mas não casou novamente. Para que ele dê entrada no processo de atribuição após finalizar o processo dele, será necessário algum procedimento de transcrição / homologação / reconhecimento ou algo dessa natureza em relação ao divórcio do pai dele para que ele possa dar entrada no processo dele, ou o Pai dele ficará como divorciado e ele faz todo o processo dele normalmente ?

    Att

    Carlos Belette
  • @CarlosBelete, se foi o pai do seu amigo o declarante do nascimento dele, não precisará transcrever nem casamento e nem divórcio do pai se fizer o processo por ACP.
  • @Vlad Pen, Obrigado pelo retorno. Deixe-me apenas ver se entendi.

    O Pai dele é o declarante na certidão dele.

    Consta na certidão do Pai que o Avô era casado, então para o Pai dele fazer a atribuição não precisaria transcrever o casamento do Avô ? Pai do Pai dele.?

    O Pai dele não mais o Avô é divorciado, foi casado com a mãe dele e ele é fruto desse casamento. Após o Pai finalizar o processo, não será necessário transcrever o casamento, mesmo ele ja sendo divorciado ?

    Sendo assim, Avô -> Pai -> Filho.

    O Avô era casado, não sei se com uma Portuguesa ou uma Brasileira. Não será necessário transcrever o casamento do avô ?

    O Pai é divorciado, não precisa transcrever o casamento / divórcio do Pai ?

    O Filho após o pai concluir o processo ele pode dar entrada normalmente no processo dele, independente do Pai ser divorciado ?

    ACP que você fala é o ACP do Porto ? La não é necessário transcrições ?

    Mais um vez muito obrigado.
  • @Carlos Belette


    "Consta na certidão do Pai que o Avô era casado, então para o Pai dele fazer a atribuição não precisaria transcrever o casamento do Avô ? Pai do Pai dele.?" Se somente o avô era portugues ,casado com brasileira e foi o declarante do nascimento do filho,não precisa transcrever se fizer pelo ACP

    "O Pai dele não mais o Avô é divorciado, foi casado com a mãe dele e ele é fruto desse casamento. Após o Pai finalizar o processo, não será necessário transcrever o casamento, mesmo ele ja sendo divorciado ?" Não precisa

    "O Avô era casado, não sei se com uma Portuguesa ou uma Brasileira. Não será necessário transcrever o casamento do avô ?" Se foi casado com portuguesa aqui no Brasil,terá que transcrever.Se casou em Portugal,não precisa transcrever

    "O Pai é divorciado, não precisa transcrever o casamento / divórcio do Pai ?" Não

    "O Filho após o pai concluir o processo ele pode dar entrada normalmente no processo dele, independente do Pai ser divorciado ?" Pode

    "ACP que você fala é o ACP do Porto ? La não é necessário transcrições ?" Sim ACP do Porto e não precisa transcrever o casamento sendo o pai portugues e declarante








  • edited May 23
    Muito Obrigado @Maria Nélida e @Vlad Pen.

  • Oi, tenho uma dúvida, Vou fazer a atribuição da minha avó e depois a do meu pai, no caso o pai da minha vo e o português e declarou ela, e depois o marido da minha avó (brasileiro) que agora são divorciados foi quem declarou meu pai. Como procedo? Eu posso só transcrever o casamento deles sem o divórcio e fazer a atribuição do meu pai ou e obrigatório transcrever o divórcio? Pois pretendo fazer a minha atribuição o mais rápido e depois fazer todas essas atualizações, obrigado
  • @Israel terá q transcrever o casamento da avó depois de concluido a atribuição dela.Nao precisa informar e nem transcrever o divórcio.
  • edited July 27
    Boa tarde @Vlad Pen e @Maria Nelida, uma dúvida antes de enviar a documentação para o ACP do Porto. O filho do Português é divorciado, no formulário 1C coloco no estado civil divorciado ? Ou coloco como casado ? Essa questão de divórcio para mim é muito confusa.
    Hoje ele é divorciado, mando com o estado atual certo ? Pq tem a questão deles não reconhecerem a decisão de tribunal externo.
  • @Carlos coloque o estado civil atual : divorciado.
  • @Vlad Pen precisa enviar a certidão de casamento junto ? Ou basta a de nascimento ? para a atribuição ?
  • @CarlosBelete não precisa enviar a certidão de casamento do requerente.
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.