Transcrição do casamento com a certidão de óbito do cônjuge brasileiro

Minha sogra está adquirindo sua cidadania , por atribuição , através do pai português . Próximo passo será transcrever o casamento dela . Não consigo localizar a certidão de nascimento do meu sogro , nascido em 1920 no RS . No detran consta a certidão de casamento . Não consegui tbm no family search . Alguém sabe informar se posso utilizar a certidão de óbito dele ? Na certidão de óbito constam os dados da certidão de casamento .Muito obrigada ,

Comentários

  • @Carla,

    você já tentou ir até a sede do Detran no seu estado e pedir para desarquivarem o processo de identidade dele antiga (se tiver sido Instituto Félix Pacheco)?

    Eles guardam os registros.
    A princípio, terá que apresentar a certidão de nascimento dele.
  • edited May 2016
    @marcia

    Tenho o numero da identidade do Felix Pacheco. Mas aonde posso conseguir a certidão? Obrigada
  • @Carla,

    o DETRAN detém os registros do Félix Pacheco.
    Peça ao seu marido para ir ao DETRAN (acho que não permitiriam que vc pedisse as informações, apenas cônjuge e filho), e desarquivar o processo desta identidade que vcs possuem.

    Aqui no RJ, cobram uma pequena taxa e leva uma semana.
    O processo é desarquivado e, lá terá informações sobre a certidão de nascimento.
  • @Marcia

    Que bom , obrigada , como sempre
  • Alguem já conseguiu descobrir a certidao de nascimento pelo Detran com o arquivo do IFP? O unico documento que me resta é justamente a certidão de nascimento de meu avó de 1930.
  • @Marcia Meu pai faleceu em 2017, temos a identidade dele antiga do Felix Pacheco, e temos uma mais recente (segunda via) essa já é do Detran RJ, será que consigo cópia da certidão de nascimento dele, ou pelo menos os dados da certidão? Grato!
  • @Assis,

    consegue sim. Tem que ir até a sede do DETRAN de sua cidade e pedir o desarquivamento do processo da identidade de Felix Pacheco. O acervo ficou no DETRAN.

    A outra opção é pedir no cartório onde seus pais casaram, a microfilmagem do processo de habilitação de casamento.
  • @Marcia Muito obrigado pela ajuda! Vou fazer isso, recorrer ao Detran RJ para tentar levantar a certidão de nascimento dele! Quanto a microfilmagem do processo de habilitação de casamento, eu fui ao cartório e me informaram que depois de um determinado tempo, o cartório descarta toda a documentação, foi o que um funcionário me informou, confirmando que essa documentação não existe mais, foi destruída!
  • edited June 18
    @Assis,

    No Rio, o DETRAN cobra uma pequena taxa (não lembro qto) e leva uma semana para responder. Leve cópia de seu RG, para provar que é o filho que está solicitando.

    Tente lá primeiro. É mais fácil.
  • @Marcia fui em um posto do Detran no Rio de Janeiro próximo a minha casa, e a supervisora me informou que eles não tem acesso a essas informações, pediu que eu fosse na sede principal na Av Presidente Vargas, ou fosse diretamente ao Instituto Felix Pacheco na Rua Frei Caneca numero 505 que provavelmente eu conseguiria!!! Vou fazer isso e depois dou notícias!!! Obrigado pela ajuda!!!
  • @Assis,

    sim, somente a sede do DETRAN tem acesso ao acervo. No Rio, só na Presidente Vargas mesmo (veja: coloquei isso em 18/06 "sede do DETRAN".
    Boa sorte!
  • @Marcia, Pois é, liguei para o Detran e a atendente me orientou a procurar o posto do Detran mais próximo de casa, foi o que eu fiz e só perdi tempo, mas tudo bem!!! Vou tentar na sede do Detran no Centro e se não conseguir vou tentar o Instituto Feliz Pacheco na Rua Frei Caneca numero 505. Muito obrigado pela ajuda, retornarei com mais notícias!!!
  • @Assis,

    boa sorte!
  • @Assis

    Existe a possibilidade de saber onde estudou?Nas escolas as certidões ficam nas pastas enquanto a escola existe.Quando encerram as atividades,enviam para a secretaria de educação
  • edited July 10
    @Maria Nélida, Primeiramente obrigado por tentar ajudar, mas infelizmente a família não tem essa informação, ele era natural de Pernambuco - Recife, e a família é aqui do estado do Rio de Janeiro, meu pai veio para o Rio de Janeiro aos 12 anos de idade, nem ele mesmo sabia de maiores informações, se ele ainda tem algum parente em Pernambuco não sabemos, mas acredito que não!!!
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.