Atribuição pelo ACP Porto (informações e Processos)

13233353738769

Comentários

  • @David ele me respondeu duas semanas atrás +- confirmando o recebimento do EMS e do Vale Postal. Direto ao ponto, nada mais. Até agora não tenho o número do processo, amanhã fazem 30 dias. Eita ansiedade :)
  • @Marcelo parece que está levando 2 meses. Suponho mais uma vez que acumulou das férias. Português sai de férias entre julho e setembro. Mas se sair em 2 meses tá valendo também :) Minha ansiedade é pra enviar a minha derradeira atribuição, pois esse caminho todo que venho percorrendo atribuindo a família termina em mim, que estou fazendo toda pesquisa e burocracia dos processos. Mas valerá a pena!
  • David Lima , Os documentos foram recebidos no ACP dia 18/08, de lá pra cá, tentei esquecer, relaxei. Mandei um só email no dia 14/10, que foi respondido prontamente pela sra Ana, já informando o número do Registo final. Portanto, 54 dias. Foi rápido comparando com o consulado. A dica é só ter paciência mesmo e não desistir.
  • Bom dia!
    Depois de me pedirem a certidão de casamentos dos pais, que já estava junto com os demais documentos e eles não observaram, hoje recebi esta mensagem da CRC.

    "O processo xxx aguarda resposta das entidades externas nomeadamente PJ, SEF e DGAJ"

    Processo de naturalização.

    Alguém já recebeu mensagem similar durante o processo ?
  • Apenas a título de curiosidade: Documentação entregue em 18/08/2015.
  • Alexandre, hoje recebi a mesma mensagem, mas estamos acompanhando os processos de naturalização nesse tópico aqui: http://forum.cidadaniaportuguesa.com/discussion/2701/naturalizacao-netos#latest
  • @ziza, muito bom! parabéns. Suas informações serão de excelente ajuda pros colegas que estão fazendo o mesmo procedimento!
  • edited October 2015
    IGente, sera q em caso de divergência de nomes nos documentos, precisa fazer a retificacao? Alguém sabe como?
  • @Valéria eu não enviaria nada com divergência porque se eles implicarem, até resolver aqui no Burocrasil... Melhor já enviar com tudo OK, não acha?

    @Marcello certamente! 54 dias tá lindo. É que o da minha avó acabou em 30 e poucos e fiquei mal acostumado :)
  • Valéria, depende do tipo de divergência. Poderia ser mais específica?
  • Pessoal, bom dia.

    Este tópico está sendo muito útil para os processos que estou fazendo, muito obrigado a todos que colaboram. Porém, com 35 páginas, algumas informações acabaram "se perdendo" em meio a tantos posts. Alguém consegue me ajudar informando estes contatos?

    - telefone do ACP
    - e-mail do Sr Mario
    - e-mail da Sra Ana
    - telefone da Linha Registos

    Outra dúvida que me surgiu: qual a razão de algumas pessoas pedirem o número do assento antes de receber a certidão pelos correios? É pra já iniciar outros processos de atribuição que dependem deste?

    PS: a título de curiosidade, dia 07/10 postei via EMS os documentos para atribuição da minha mãe daqui de SP, dia 14/10 foi recebido por Isabel Ferreira lá em Portugal. Ainda não enviei nenhum e-mail perguntando se estava tudo certo, devo fazer isso na próxima semana.

    Abs.
  • edited October 2015
    Felipe Ormeni,

    Seria legal você ler todo o topico assim fica por dentro do assunto ATRIBUIÇÃO PELO ACP PORTO rs Muitas de suas duvidas já foram postadas aqui! Estudar como funciona todo o processo é sempre bom =)

    Espere no minimo de 30 a 40 dias antes de telefonar ou enviar qualquer E-mail para o ACP, antes disso e perca de tempo, o processo é preciso ter muita paciência não tem outro jeito.
  • Tudo bom pessoal! venho acompanhando os posts e tem me ajudado bastante, tenho somente uma dúvida que espero que alguém possa me ajudar.
    Estou fazendo atribuição para a minha avó (filha de pai e mãe portugueses), porém não encontro a certidão de casamento dos pais dela.(em ambas as certidões de nascimento não possui informações sobre a de casamento)
    é obrigatorio eu achar esse documento para a minha avó conseguir a cidadania dela?

    Abs
  • @carlos, vc não precisa da certidão de casamento dos portugueses não. Só se o declarante do nascimento da sua avó fosse português.
  • Carlos,
    como os pais da sua avó são ambos portugueses, para que ela tenha a cidadania reconhecida, precisa sim do casamento deles.

    O casamento não é necessário somente se o pai for português e declarante na certidão do filho.
  • edited October 2015
    Carlos,

    não tenha dúvida, conforme a Marcia esclareceu, como ambos são portugueses precisa transcrever o casamento.

    Faltou perguntar: Casaram no Brasil ou em Portugal? Eram da mesma freguesia? Quando vieram para o Brasil?
  • @Lucao eu já li tudo desde o começo há um tempo atrás, já estou por dentro do assunto. Só pedi pra postarem todos os contatos juntos pois com 36 págs fica difícil pegar contato por contato, até pra ajudar quem ta chegando agora e "condensar" em um post só.

    Enfim, se alguém puder ajudar agradeço.

    Abs.
  • Felipe Ormeni, seguem os contatos:

    • Telefone ACP: +351 225 573 844/6
    • Email Sr Mario: mario.m.ferreira@irn.mj.pt
    • Email Srª Ana: ana.cn.santos@irn.mj.pt
    • Telefone Linha Registos: +351 211 950 500
  • @Wesley obrigado
    @Felipe entendo seu pedido, mas ler tudo, apesar de enorme é de grande valia pois em cada página uma nova dúvida surge e é sanada. Recomendo!
  • edited October 2015
    @Marcia e @Roberto, Obrigado
    O Pai Português foi sim declarante na certidão de nascimento dela.
    @Guilherme eles se casaram em Portugal, todos os documentos da minha avó e o passaporte dos portugueses falam isso. Porém em nenhum fala o ano ou lugar que se casaram.
    Ele era de Vila Nova Ourém e ela de Misericorida em lisboa.(já busquei informações sem sucesso nas respectivas conservatórias).
    Será que eles vão exigir que eu encontre essa certidão de casamento?

    Obrigado e Abs!
  • Blz Felipe entendi!

    Abraço!
  • Eu não entendo o porquê, mas se os colegas dizem... fiquei até curioso pra entender.
  • Pessoal, bom dia.
    Preenchi o requerimento no site do consulado português de SP para legalizar a certidão do meu avô, porém, na hora de imprimir o requerimento, vi que tem um campo pedindo a assinatura dele (como requerente). Ele mora muito longe de mim, então eu posso preencher como eu sendo a requerente, mas enviando a certidão do meu avô? Obrigada!
  • Carlos,

    como o casamento foi em Portugal não há o que transcrever, mas vai precisar encontrar o registro do casamento dos avós.

    Roberto,

    acho até que sei o porque precisa transcrever, mas para sermos práticos funciona assim: quando ambos são portugueses, o casamento precisa constar do registo civil português.

    Dyana,

    acho até que não tem problema, mas melhor seria ligar para o consulado e perguntar.
  • @guilherme, Obrigado pela informação.

    Enviei esse questionamento para ACP e Consuldado de SP, posto aqui as respostas!
    Abs
  • No site do CTT está assim ""segunda-feira, 26 Outubro 2015
    19:43 Receção no local de entrega - C.O. LOURES - MARL -
    19:43 Receção nacional - C.O. LOURES - MARL -
    10:16 Saída de Alfândega com Franquia - LIS

    Será que já chegou no ACP?
  • edited October 2015
    @Maria Nélida O meu rastreio está igual ao seu, olhando no mapa, Loures é próximo de Lisboa, então ainda vai para o Porto, que como eu vi aqui no fórum, deve chegar no C.O Perafita
  • Ah,obrigada Marcela...é que a ansiedade é muita...kkkk
  • Enviei os documentos para atribuição da minha avó hoje. Espero que o processo finalize a tempo de eu entrar com meu pedido de aquisição antes da regulamentação da nova lei.

    Agora é torcer o/

    Obrigada Guilherme e César pela ajuda sempre que precisei.
  • edited October 2015
    O site do correios de Portugal mostra melhor os detalhes , o estado quando entrega fica como (Entrega conseguida) seguido de objeto entregue, se mandar com a.r o nome de quem recebeu aparece também

    segue o link

    https://www.ctt.pt/feapl_2/app/open/objectSearch/objectSearch.jspx
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.