Atribuição pelo ACP Porto (informações e Processos)

24567779

Comentários

  • Última pergunta tola: No Consulado ao legalizar a certidão, minha avó não precisa ir né? Posso ir eu sozinho, correto?
  • Caro David Lima,
    você conseguiu enviar o vale postal com o "Arquivo Central do Porto" como destinatário?
    Se você é do Rio de Janeiro, pode informar em que agência dos Correios fez?
    Acabei de voltar da agência aqui do Estácio e não consegui fazer, pois a atendente disse que só pode ser feito para pessoa física.
    Desde já agradeço!
    André Rodrigues
  • Não precisa ir ao Itamaraty, sua avó tb não precisa ir ao consulado.

    Sua avó só vai no cartório e pede para reconhecer por AUTENTICIDADE, como o Matheus falou assina na hora.


    Obs.: O 1C para reconhecer no consulado não paga nada.
  • edited July 2015
    Coloquei minha avó como remetente e Arquivo Central do Porto como destinatário, sem problemas.
    Fiz na Agência dos Correios de Copacabana (Rua Dias da Rocha).

    Os Correios já vem tendo problemas com o Vale Postal há algum tempo sim.
    Recomendam que se faça numa agência própria. De repente você tentou numa "franquia".

    De qualquer forma, venha até a de Copacabana que fiz hoje há algumas horas e deu tudo certo.
  • O agendamento para reconhecer assinatura no 1C no RJ tá cobrando 55,94, pelo menos na hora de agendar. Não mencionam o 1C especificamente mas colocam: reconhecimento presencial de assinatura.

    Mas já que o do Cartório serve, quanto melhor, assim poupo e resolvo mais depressa.
    E a certidão de casamento dela vou enviar a cópia autenticada (atual), que também serve né? (o Sr. Mario me pediu para justificar a mudança do nome de solteira pro de casada).

    Quanto ao Itamaraty e Consulado, só vou para legalizar a Certidão de Nascimento de Inteiro Teor da minha avó.
    Isso tem que estar legalizado desta forma, certo? A pergunta seria: Legalizar a certidão dela no Consulado não precisa que ela esteja presente, confere?

    Obrigado gente, vocês são pacientes e eficientes demais!
  • A agência que eu fui é própria, mas a atendente não quis fazer de jeito nenhum.
    Brasilsilsilsil!!!
  • É foda, tem muita gente despreparada no caminho.
    Mas ó, estressa não, vem nessa de Copa, resolve e esquece. Foca no processo do ACP :)
  • Não precisa ir ao Itamaraty para nada.
  • O Sr. Mario me disse que sim :/
  • edited July 2015
    David,

    então vai... E na lista que ele mandou por e-mail não tem também:

    "A sua certidão de nascimento de inteiro teor, legalizada pelo Consulado de Portugal aí no Brasil;"
  • Guilherme, acredito em ti.
    Mas troquei 10 emails com ele esta semana e ele me disse que necessitava legalizar a Certidão de Inteiro Teor da Requerente. Mas entendi então, legalizando pelo consulado já basta, não faz falta passar no Itamaraty, é isso né?

  • E mais uma estupidez minha: o formulário não precisa ser impresso COLORIDO né? Só tenho tinta preta e li isto em outro tópico... achei que não, mas como nunca se sabe não custa perguntar...
  • Tem que ser legalizada no Itamaraty sim. É rápido e grátis.
  • David,

    desconheço que alguém tenha mandado o formulário sem ser em cores. Não vejo lógica do formulário ter cor e ser impresso em preto.

    André,

    desde +- o final de 2013 que não precisa mais legalizar no Itamaraty.
  • Formulário devidamente impresso em cores e preenchido! :)
  • edited July 2015
    Estava lendo o outro tópico de um outro usuário que também vai enviar pro ACP e me surgiu uma dúvida com:

    * Certidão de nascimento de inteiro TEOR

    Tenho que reconhecer a assinatura do tabelião num cartório de notas só se a certidão for de OUTRO ESTADO que os outros documentos? Ou tenho que reconhecer de qualquer maneira? (acho que entendi, tem que reconhecer de qualquer forma para que o Consulado Legalize, certo?)
  • Tenho algumas dúvidas, se puderem me ajudar...agradeço imensamente. Vocês já me ajudaram muito com todas as informações disponibilizadas por aqui.
    Meu caso: Neta de português através do meu pai, e ele é o meu declarante. Sou solteira.
    Meu pai mora em Rondônia e eu em SP. Entendi que no caso dele é melhor fazer pelo ACP e no meu caso precisa ser no consulado.
    Ele é divorciado da minha mãe e casou novamente. As certidões de nascimento deles ficaram retidas no cartório quando casaram, em SP.
    Meu avô é português e casado com brasileira, já são falecidos e está tudo informatizado aqui pelo consulado de SP, inclusive o óbito.

    1º PASSO - PARA ATRIBUIÇÃO DO MEU PAI PELO ACP:

    DOCS DO MEU AVÔ
    1) Só preciso da certidão de nascimento atualizada? Meu primo tem uma cópia, porém não está atualizada com o casamento. Tentei pelo site portal do cidadão, mas diz que somente o titular ou um cidadão com CC e leitor específico pode pedir a certidão. Posso pedir pro meu primo tirar lá ou seria melhor pedir no consulado aqui mesmo?
    2) Não precisa de nada da minha avó?

    DOCS DO MEU PAI
    3) É tranquilo pedir a certidão de nascimento de inteiro teor onde ficaram retidas?
    4) Todas as certidões são aqui de SP mesmo, precisa da firma do oficial do cartório reconhecida??
    5) Somente a certidão de nascimento de inteiro teor precisa ser legalizada no consulado? Demoram pra agendar?
    6) O formulário Mod. 1C pode ser reconhecido, por AUTENTICIDADE, em qualquer cartório ou no consulado.
    7) Cópia do RG autenticada em qualquer cartório, e não precisa legalizar no consulado.
    8) Não precisa ir no Itamaraty pra nada?
    9) Eu posso assinar o formulário, através de procuração dele e reconhecer firma? ou ele precisa assinar e reconhecer firma lá e me mandar?
    10) Ele vai precisar ir ao consulado em algum momento?
    11) A taxa ainda é 175 euros?

    2º PASSO - PARA MINHA ATRIBUIÇÃO PELO CONSULADO:

    DOCS DO MEU PAI
    12) Precisa de algum documento da minha mãe?
    13) Preciso transcrever o casamento deles? E quanto ao divórcio, vai me dar problema??
    14) É melhor fazer o processo solteira ou já casada? Me caso no começo do ano que vem.
    15) Preciso enviar algo do meu avô ou somente do meu pai?

    Muitíssimo obrigada.
  • David,

    Não precisa ir no Itamaraty. Lá mesmo da última vez que fui, a funcionária da chancelaria me disse que não precisava mais se o consulado era o de Portugal.

    Sinal público só será necessário se a certidão vier de outro estado sem ser RJ ou ES.
  • Liliane,

    DOCS DO SEU AVÔ
    1) Se você tem os dados do seu avô, pode pedir à conservatória onde ele nasceu ou ao consulado, o número/ano da certidão digitalizada e indicar no formulário.
    2) Não precisa de nada da sua avó.

    DOCS DO SEU PAI
    3) Sabendo onde seu pai nasceu, é melhor pedir no cartório onde ele foi registado. Não sei em SP, mas no RJ é uma luta pedir certidão de nascimento onde foi feito o casamento!
    4) Não.
    5) Só. Até onde sei, no cons. de SP vc envia pelo correio né?
    6) Qualquer cartório.
    7) Só no cartório.
    8) Não.
    9) É melhor ele assinar lá e te enviar.
    10) Só se ele quiser, depois de concluído o processo, emitir documentos portugueses!
    11) 175€ + taxas do correio.

    Quanto ao 2º passo, não sei responder.
  • Muito obrigada Matheus.

    Sim, tudo pelo correio...um saco. Mas acredito que no caso das assinaturas deva dar pra agendar...mas ainda não me informei disso lá.
  • edited July 2015
    Obrigado Matheus

    E para legalizar o documento no Consulado, qualquer pessoa pode ir né?
  • Sim, qualquer pessoa.
  • Estive no consulado do RJ na semana passada, a assinatura presencial não foi cobrada.
  • edited July 2015
    Gente, desculpe retornar com questões talvez redundantes.
    Mas li aqui ali e acolá que a CERTIDÃO DE NASCIMENTO DE INTEIRO TEOR precisa ter a firma do tabelião reconhecida.

    Isso só ocorre caso os documentos sejam de Estados diferentes do Consulado, certo?
    Por exemplo, aqui no RJ o Consulado aceita e valida documentos do RJ e ES, caso seja de outro lugar, aí sim tem que validar a assinatura.

    Isto posto, sendo os documentos da minha avó todos do RJ, não preciso reconhecer a firma do tabelião/escrevente em cartório, correto? Preciso apenas legalizar no Consulado que já é suficiente pro ACP reconhecer e aceitar, né?

    Obrigado pela paciência! :)
    Terça-feira enviarei tudo e depois conto à vocês quanto tempo levou o processo.
  • David,

    A certidão tem alguma assinatura reconhecida? Algum selo? Geralmete a assinatura de quem a emite é reconhecida no próprio cartório por um outro funcionário.

    Não sei se o consulado exige isso. Se estiver na dúvida, leva no Itamaraty. Com o carimbo do Itamaraty não tem erro e o consulado aceita!
  • edited July 2015
    Retirado do site do consulado-RJ: "Este Consulado-Geral só reconhece assinaturas dos NOTÁRIOS em certidões...".
  • Guilherme,

    A certidão que eu levei lá sem passar no Itamaraty antes, tinha a assinatura de quem a emitiu reconhecida.

    As certidões anteriores, eu não sabia ainda da desnecessidade de levar ao Itamaraty, uma delas não tinha a assinatura reconhecida. A chancelaria aceitou e o consulado também.

    Na dúvida, pra não perder tempo com o consulado, leva tudo no Itamaraty. É de graça e não demora nem 5 min.
  • Matheus,

    eu entendi o que disse. Só coloquei o que consta no site do consulado para dizer que não tem dúvida, é com firma reconhecida. No consulado só têm cartões de assinatura dos cartórios de Notas.
  • Entrei em contato com Sr Mario (ACPorto) contei meu histórico e ele me informou que posso mandar o processo de naturalização para neto também para lá (meu caso é avô português falecido, pai braileiro falecido), ele falou ainda que se tudo tiver certo leva cerca de 30 dias, estou montando a juntada de doc , juntando a grana de 250 euros mas tenho algumas dúvidas ainda não respondida por ele:
    Ele solicita no chek list enviado, o histórico escolar, pergunto será que pode ser diploma de universidade ?
    Outra é que ele solicita a certidão de antecedentes criminais da PF legalizada no consulado português aqui do Rio, alguém sabe o caminho das pedras (tem que passar antes no Itamaraty é só chegar lá...? ).
    Por fim, depois que manda tudo para lá como vou acompanhar o andamento, haja vista que não consigo deslumbrar nenhuma informação de endereço / email / telefone no formulário de solicitação, alguém poderia passar a dica por favor ?
    Obrigado!
  • Na dúvida vou reconhecer o sinal público da certidão de inteiro teor (é barato e evita dor de cabeça caso impliquem).
    E irei no Itamaraty antes de ir ao Consulado legalizar. Porque? Porque no site deles coloca que precisa. Como eles SÃO MUITO implicantes, é melhor se prevenir e enviar com todos reconhecimentos e carimbos possíveis esta de INTEIRO TEOR. Kkk.
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.