exigencias sem fundamento

abri um processo de cidadania no consulado de SP. preciso fazer transcrição de casamento e do do obito de meus pais. levantei os documentos exigidos e estão em ordem e apostilados, porem na certidão de casamento dos meus pais o consulado exige averbação da viuvez do meu pai, que era viuvo quando casou com inha mãe, A certidão comenta o falecimento da esposa dele dia e hora, e o cartorio que detem a certidão diz que não pode Averbar isso na certidão pois a certidão so se trata do casal e deve citar a viuvez, como esta na certidão e não averbar. esta dificil quando cada um alega uma coisa...
Na certidão de nascimento da minha minha consta no inicio da certidão, como era costume na epoca, somente o nome dela, sem sobrenome, a seguir na sequencia da certidão consta o nome todo, com sobrenome. O consulado alega que a certidão deve ser retificada pra aceitarem. Isso não é abuso, ja que esta claro que a certidão é dela pois o nome com sonbrenome e sem sobrenome e o mesmo e não se retifica certidão assim sem preoposito , é o que diz o cartorio que detem a certidão. eu mais uma vez com um dizendo uma coisa e outro dizendo outra, o que eu faço????
O CONSULADO DE SÃO PAULO ESTA EQUIVOCADO COM ESTAS EXIGENCIAS

Comentários

  • @CARMEM VAZ os consulados geralmente pedem coisas que as conservatórias não pedem. Se ainda não deu entrada no processo, sugiro fazer direto por uma conservatória.
  • Ola, obrigada pela mensagem
    Pra fazer direto na conservatoria, preciso ir ate Portugal?
  • Carmem,

    quem é o português? Seu pai? Sua mãe? Ou ambos?
  • @CARMEM vc pode enviar a documentação pelo correio.
  • só meu pai
  • Basta levar a certidão de óbito no cartório da certidão de casamento e pedir o averbamento, mediante a recolha da taxa, em SP é assim que funciona, sem drama.
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.