Transcrição de Divórcio com ex-marido falecido

Olá,
Sou nova por aqui, e vejo que muita ajuda tem sido dada a todos. Pesquisei, mas como não encontrei caso como o meu sigo com a minha pergunta:
Sou cidadã portuguesa há mais de 14 anos. Quando fiz a minha cidadania eu já era divorciada e estava me casando pela segunda vez. Optei por não transcrever casamento, nem divórcio por causa dos custos.
Os anos se passaram, meu atual marido agora também tem cidadania portuguesa.
Decidi então fazer a cidadania para minhas 2 filhas, que são deste segundo casamento.
Para tal acreditei que precisava transcrever o primeiro casamento e fazer o divórcio, mas meu ex-marido é falecido e não tenho contato com os seus parentes, e o advogado português me diz que é necessário um herdeiro dele para entrar com o processo de divórcio em Portugal.
Eu já tentei transcrever casamento junto com o óbito dele, e tive o óbito devolvido.
Alguém tem alguma sugestão?

Comentários

  • edited August 9
    @anadomingues vc terá que transcrever esse primeiro casamento e homologar esse divórcio e depois transcrever o segundo casamento.Como seu primeiro marido é falecido, vc apenas junta a certidão de óbito dele .Acredito que seja esse o caminho.Vc pode fazer essa pergunta para a @Marcia aqui no fórum e quem sabe ela tenho uma outra opinião.
  • edited August 9
    Olá @vladpen grata pela sugestão.
    O primeiro casamento já foi transcrito, e já tentei enviar a certidão de óbito que me foi devolvida pelo consulado junto com um aviso que eu precisava de advogado para fazer o divórcio em Portugal.
    Será que se eu enviar direto para alguma conservatório seria diferente?
  • @anadomingues para vc homologar o divórcio é necessário sim um advogado,mas creio que não precisa algum parente do falecido marido estar presente ou assinar algum documento..vou confirmar e te retorno.
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.