Necessidade de transcrição de casamento

Boa tarde amigos

Tenho uma duvida, meu pai é filho de uma portuguesa(via processo de dupla cidadania) nascida no Brasil com um brasileiro, casados no Brasil,ambos falecidos.No caso da minha avó já havia sido feito todas as averbações como casamento e óbito, estando atualizada toda a parte dela.Meu pai vai dar a entrada no consulado no Rio de Janeiro para que seja feito o registro dele. Quando ficar pronto o dele, sera que consigo fazer o meu registro sem a necessidade de fazer a averbação do casamento dos meus pais? uma vez que meu pai casou com minha mãe, divorciou-se e é casado pela segunda vez.Estou fazendo essa pergunta pelo fato de ter lido algumas postagens a respeito, onde falava que nos casos onde o pai(português) foi o declarante do registro de nascimento, não havia necessidade de realizar a transcrição do casamento.


Grato a todos pela atenção

Comentários

  • @Juliano se vc é filho do primeiro casamento e foi seu pai o declarante do seu nascimento, não precisa fazer a transcrição de casamento, desde que faça pelo Arquivo Central do Porto (ACP).
  • sim @Vlad Pen, sou filho do primeiro casamento do meu pai, inclusive meu pai casou com minha mãe após um ano do meu nascimento.
  • @Vlad e @Juliano84

    Estive no ACP Porto para dar entrada no processo da minha sogra. Antes de nos atenderem, vimos que exigiram a transcrição do casamento dos pais do menino que estava sendo atendido, ou seja, aconselho a fazer a transcrição ou buscar outro lugar que não exija.
  • @Rafael, depende de quem é o português no processo..a mãe ou pai.
  • Sou bisneta de português. Uma pessoa da família conseguiu a documentação do meu bisavô já falecido diretamente em Portugal. Minha avó foi casada com meu avô mas se desquitou há décadas. Pesquisei que entre a documentação para dar entrada no processo é a de casamento em inteiro teor pois o casamento deve ser transcrito lá. Neste caso o casamento em o desquite devem ser transcritos uma vez que o desquite constam na certidão ou para ela obter avó cidadania basta a transcrição do casamento? Minha avó e meu pai estão vivos. Minha tia não encontrou a certidão de casamento original só com o casamento. Ela tem mais de 60 anos e deve ter se desfeito.
    Também estou em dívida entre a certidão reprográfica. Andei lendo que nem todo cartório faz.
  • @Tatiribeirodemoraes,
    para fins de nacionalidade, o desquite não é necessário ser homologado.
    Não há necessidade de ter certidão só com o casamento. Pelo contrário, as certidões têm que ser novas, e constar a realidade dos fatos.

    Certidões brasileiras de casamento e de nascimento do cônjuge, para fins de transcrição de casamento, devem ser de inteiro teor, apostiladas.
    Certidões brasileiras de nascimento para nacionalidade tem que ser do tipo reprográfica e apostiladas (apenas uma conservatória aceita somente a de inteiro teor).
  • Me ajudem nesta dúvida:
    estou com documentos prontos para Naturalização (avô para neto) meu avô casou com brasileira, todos falecidos, preciso de transcrição do casamento do meu avô?
    Agradeço desde já a atenção.
  • @MariaElisabeth para processos de atribuição de netos ( não naturalização) é obrigatória a transcrição de casamento.
  • @Marcia,

    Uma duvida: qual conservatória aceita a certidão de nascimento de inteiro teor para processo de atribuição?
    Alem disso, uma vez que o brasileiro filho de portgues se torna tambem portugues originario, e ele mesmo registrou seu filho, nao necessita transcrever o casamento para atribuicao deste filho (neto do portugues nascido em portugal), Seria isso?

    Obrigada!
  • @bona,

    somente Ovar.
    Quando trata-se de filho de português originário, declarante do filho, e casado com não portuguesa, pode enviar pro ACP, sem transcrever o casamento.
  • Márcia, eu ano passado obtive orientação de vocês ... me ajudaram muito ... mas por diversos motivos não consegui dar andamento na atribuição da minha filha.
    Hoje já tenho cartão cidadão e passaporte .... quero atribuir para minha filha.
    Nesse caso não preciso transcrever o casamento com a mãe dela da qual sou divorciado, certo ?
    Antes era assim se fizéssemos por Vila Nova de Gaia, me parece, que agora é possível se for feito por ACP, é isso ?
    Preciso me atualizar com relação ao formato dos documentos que são aceitos sem recusa.
    Tentarei me informar aqui na comunidade.

    Obrigado sempre, vocês colaboram muito.
    Fazem um trabalho voluntário maravilhoso.
Cadastre-se ou connecte-se via Facebook para participar.